Entrevista da Semana: “Em mobilidade corporativa, não basta entender o negócio do cliente. Exige muita agilidade e inovação”, diz CEO da MC1

AppsEmpresasFinançasInovaçãoMobilidadeNegócios

A mobilidade é instigante, premente, irreversível e responsável por agilizar processos em diversos setores da economia. Em meio à transformação digital, é ingrediente fundamental para ampliar a produtividade e modernizar os mais variados tipos de negócios no planeta. É justo nessa seara que a MC1, multinacional brasileira, apoia sua atuação. Implementa e executa estratégias de mobilidade corporativa, redesenhando negócios, com projetos em nada menos do que 19 países, totalizando mais de 45 mil usuários, para que estejam em linha com a nova era.

Em 13 anos de mercado, a MC1 sempre esteve focada em fornecer soluções móveis para processos B2B nas áreas de vendas e serviços de campo. Hoje, exibe soluções implementadas em toda a América Latina, o que representa, em receitas internacionais, uma participação de 15% do total.

“O maior desafio é facilitar a transformação das múltiplas tecnologias de mobilidade disponíveis em algo focado nos negócios dos clientes”, diz Cesar Ricardo Bertini, CEO da MC1. Isso porque, segundo ele, as soluções e serviços precisam traduzir as tecnologias de forma simples, buscando a obtenção de ganhos palpáveis. “Entender, e especialmente se comprometer com o negócio do cliente, é nosso diferencial.”

Mas no novo mundo conectado, digital e móvel, Bertini destaca que a universalização do acesso aos dispositivos celulares transformou os usuários, tornando instantânea a sua adaptação às soluções e elevando em muito o grau de exigência. “O acesso à infinidade de aplicativos o tornou mais ávido por inovações. A nossa maior adaptação está em disponibilizar cada vez mais novas funcionalidades em espaço de tempo cada vez mais curto.”

A empresa está expandindo a atuação internacional. No início, essa estratégia estava baseada na expansão de clientes para operações fora do Brasil. Depois, o objetivo voltou-se para obter clientes que não tivessem necessariamente vínculo com alguma solução no Brasil.

“Para isso, investimos na construção de estruturas específicas para atendimento de clientes internacionais por meio de parceiros, centralizando atuação de canais no escritório da companhia nos EUA. E prosseguimos consolidando nossa presença na América Latina.”

Nessa trilha de expansão, a MC1 vai tecendo a teia de negócios e investindo em inovação, não somente como diferencial, mas porque se trata de uma exigência frenética no campo da mobilidade corporativa. Confira um pouco mais da estratégia da MC1 nesta entrevista exclusiva à B!T Magazine.

B!T Magazine – A expansão da empresa está apoiada em parcerias estratégicas?

Cesar Ricardo Bertini – Diante de um problema, existem inúmeras tecnologias disponíveis para resolvê-lo. Diante da complexidade dos problemas e das integrações tecnológicas necessárias, também é muito difícil encontrar um único provedor capaz de resolver 100% da demanda. Assim, é impossível não conviver com parceiros e, de forma mútua, apresentar as melhores soluções. Possuímos diversos parceiros de hardware e software. Entre eles, destaco a SAP e a Salesforce, com suas poderosas ferramentas de back-office. Somos responsáveis por entregar o front-office (mobilidade) sofisticado e robusto para as operações dos clientes em campo. Para a MC1, essas parcerias são combustíveis de conhecimento e inovação. 

B!T – A MC1 lançou recentemente uma solução móvel para gestão de equipes de vendas e prestação de serviços. O que tem de especial? 

Bertini – É o WTM Coaching, que possibilita aos gestores de empresas de qualquer segmento acompanhar equipes que atuam em campo, melhorando a supervisão do trabalho de vendas e processos de trade marketing. As equipes de campo podem ser monitoradas em tempo real, por meio de mapas com alcance de todos os locais do Brasil, além de gráficos de desempenho e quadros de metas que são atualizados em tempo real. É mais do que uma aposta, é uma necessidade de negócio. A perda de produtividade causada pela dificuldade das empresas em geral, em conseguir acompanhar as grandes equipes que trabalham em campo motivou o desenvolvimento dessa ferramenta. Ela possui o sistema voltado para a retaguarda e na outra ponta a versão mobile, essa que é acessada de qualquer dispositivo móvel Android ou iOS, pelos vendedores ou prestadores de serviço.

B!T – Quais desafios o seu mercado apresenta hoje?

Bertini – O maior desafio é expandir o conceito de estratégia de mobilidade nas empresas. Não é possível obter ganhos com o uso das tecnologias móveis, implementando soluções desestruturadas e esporadicamente. Nesse cenário, soluções 100% customizadas acabam por deixar a empresa refém de uma solução que terá dificuldades em acompanhar os benefícios que as novas tecnologias trazem. A solução da MC1, o WinTheMarket, entrega uma tradução de processos de negócio do cliente em melhores práticas de tecnologia, apresentando um roadmap capaz de manter uma estratégia de mobilidade a longo prazo para as empresas.

B!T—As empresas aqui no Brasil estão buscando mais competitividade por meio da tecnologia?

Bertini – Elas estão muito amadurecidas na busca de tecnologias para o aumento de eficiência e produtividade. Quanto à inovação para buscar novas fontes de receita e eficiência, acredito que as empresas ainda precisam evoluir. Poucas possuem verba de inovação que esteja sujeita à possibilidade de fracasso. Em alguns países, o insucesso de uma iniciativa de inovação é o fator que promove a busca de outras inovações.

B!T – Qual é o principal desafio neste ano de desaceleração econômica e turbulências políticas no País?

Bertini – Os principais desafios são a manutenção dos investimentos em produtos e a continuidade da estratégia no longo prazo da empresa, apesar dessas turbulências no mercado brasileiro.

B!T – Em um mercado que tem em curso a Transformação Digital, como as soluções da MC1 contribuem para ajudar as empresas nessa migração?

Bertini – O WinTheMarket apresenta uma série de processos de negócio que compõem a estratégia de execução de vendas e serviços em campo das empresas. As áreas de negócio podem implementar a solução como um todo ou em pequenas partes, obtendo rapidamente os benefícios de negócio.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor