TIM e Cubo estão juntas no fomento à inovação

FinançasMobilidadeNegóciosOperadorasRedesStartup

A TIM anuncia parceria com o Cubo Coworking Itaú, espaço para atuação de startups em São Paulo. A operadora fornecerá toda a infraestrutura de rede ultra banda larga ao local, que atualmente abriga 55 empresas residentes. A TIM também atuará como tutora em determinados projetos e contribuirá com conhecimento e troca de experiência no dia a dia dos empreendedores.

De acordo com a operadora, essa é a primeira de uma série de iniciativas da TIM para apoiar o desenvolvimento de produtos e serviços inovadores por meio da proposta de Open Innovation, estabelecendo parcerias com startups e centros de inovação de referência no Brasil. 

“A parceria com o Cubo está em completa sinergia com nossos pilares de Qualidade, Inovação e Experiência do Cliente. Queremos oferecer o que temos de melhor, compartilhando nossa rede de alta qualidade TIM Live e experiência com o desenvolvimento de soluções em comunicações e tecnologia”, diz Luis Minoru, CSO da TIM Brasil.

Segundo ele, a iniciativa é a primeira de outras que serão criadas para fomentar o intercâmbio entre a empresa e o mercado.

“Para o Cubo, receber a TIM é sinal de fortalecimento da proposta de um espaço focado em inovação. Em um cenário em que as soluções digitais estão ganhando cada vez mais força, ter o apoio de uma empresa referência em telecomunicações estimula a evolução das startups residentes e agrega valor à infraestrutura que oferecemos”, afirma Erica Jannini, superintendente de Gestão de TI do Itaú Unibanco e uma das idealizadoras do Cubo.

A digitalização das atividades do dia a dia, com aumento de uso de meios eletrônicos e ambiente altamente conectado para realizar atividades antes feitas por meios analógicos, impacta diretamente no comportamento do consumidor e no setor de telecomunicação, entende a operadora, para quem esse cenário aumenta cada vez mais a necessidade de oferecer serviços e infraestrutura de maior qualidade, mobilidade e que estimulem a inovação.

“Queremos que empreendedores, fornecedores, empresas de tecnologias, provedores e desenvolvedores de conteúdo e Centros de Inovação identifiquem a TIM como um parceiro ideal para o desenvolvimento de produtos, serviços ou novos modelos de negócio com base tecnológica”, destaca Minoru.

A TIM também incentiva o desenvolvimento de startups por meio do Instituto TIM, com o Academic Working Capital (AWC). O programa é direcionado para estudantes de Ciências Exatas que queiram transformar seus trabalhos de conclusão do curso em negócios inovadores.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor