TIM e Prefeitura do Rio selam parceria em Big Data e conceito smart cities

Base de DadosBig DataBusiness IntelligenceData StorageEmpresasNegóciosOperadorasProjetosRedesSetor Público

“Já utilizamos nosso Big Data há algum tempo para estreitar ainda mais o relacionamento com nossos clientes e aumentar a eficiência operacional. Agora queremos desenvolver soluções inovadoras a partir da nossa inteligência que colaborem para a gestão dos nossos parceiros, inclusive na iniciativa pública, beneficiando não só os usuários da TIM, mas também os demais

“Já utilizamos nosso Big Data há algum tempo para estreitar ainda mais o relacionamento com nossos clientes e aumentar a eficiência operacional. Agora queremos desenvolver soluções inovadoras a partir da nossa inteligência que colaborem para a gestão dos nossos parceiros, inclusive na iniciativa pública, beneficiando não só os usuários da TIM, mas também os demais cidadãos”, destaca Luis Minoru, Chief Strategy Officer da TIM.

O projeto de desenvolvimento de Big Data permitirá à Prefeitura criar um mapa de deslocamento no Rio de Janeiro graças ao cruzamento de seus dados com os fornecidos pela TIM. A operadora enviará – a cada meia hora – informações relativas à quantidade de usuários únicos por célula (local específico). Isso será possível por conta de milhares de antenas que a operadora possui espalhadas pela cidade, que fornecem dados sobre quantidade e movimentação de clientes e de usuários em roaming que se conectarem a infraestrutura da operadora.

Todo o compartilhamento respeita critérios de confidencialidade e segurança de dados pessoais, segundo prevê a legislação. “As informações fornecidas pela TIM são massivas e preservam o anonimato dos clientes. Além disso, a proteção dos dados permanece não vulnerável, sob sistema de segurança blindado” ressalta Minoru.

Por meio do mapa de deslocamento, será possível estimar, por exemplo, concentrações de pessoas em determinados locais e em deslocamento, relevante para uma melhor organização da cidade durante a realização de megaeventos. Ao indicar a movimentação das pessoas, o mapa possibilitará a tomada de decisões de curto prazo pela Prefeitura, colaborando para a prevenção e a resolução de incidentes.

Também está previsto o compartilhamento de dados entre o centro de operações de rede da TIM (NOC, na sigla em inglês) e o Centro de Operações da Prefeitura (COR), que permitirá à operadora tomar conhecimento prévio sobre criticidades urbanas, a exemplo de fortes chuvas, e desenvolver planos de resiliência em função das intervenções urbanas programadas, aperfeiçoando sua gestão de rede.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor