TRT da 15ª Região totaliza 1 milhão de processos eletrônicos em trâmite

InovaçãoProjetosSetor Público

É uma marca histórica que, segundo o órgão, indica consolidação da cultura digital no Regional Trabalhista. Principal projeto da Justiça do Trabalho brasileira nos últimos tempos, o Processo Judicial Eletrônico (PJe-JT) elimina completamente a utilização do papel no processo judicial e representa um marco divisório na história do Poder Judiciário no País.

Com o sistema, os processos novos passam a tramitar inteiramente via internet. As funcionalidades específicas para a Justiça do Trabalho são desenvolvidas e aprimoradas pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e pelo TST, com a contribuição dos Tribunais Regionais do Trabalho.

Para o TRT, o uso da tecnologia representa um grande avanço em prol da celeridade e da eficiência na prestação jurisdicional. Entre outros benefícios, o PJe-JT permite organizar melhor a gestão de recursos financeiros e de pessoal, evitando retrabalho na área judiciária e atribuindo ao computador, e não ao ser humano, tarefas repetitivas, como juntada de petições, formação de agravos e contagem de prazos. Outro aspecto diz respeito ao transporte de processos, feito anteriormente via malote pelos Correios. Com o PJe, essa etapa é realizada em segundos.

Para os advogados, o sistema possibilita acesso pleno ao processo, na íntegra e a qualquer tempo. De casa, do escritório ou de qualquer outro lugar, eles podem ajuizar uma ação trabalhista, protocolizar petições e fazer consultas.

O avanço dos processos eletrônicos

O TRT-15, que já liderava o ranking entre os tribunais com maior número de processos eletrônicos, atinge a marca histórica de 1 milhão.

“O PJe é uma ferramenta extraordinária, que veio a favor dos jurisdicionados, advogados, trabalhadores, empregadores, magistrados e servidores. Chegar a 1 milhão de processos é um marco histórico a ser comemorado, um indicativo importante do poder da ferramenta em prol da justiça célere e efetiva”, diz o presidente do TER 15ª Região, desembargador Lorival Ferreira dos Santos.

Além de instalado em 100% das Varas do Trabalho (VTs), em todas as classes processuais, o TRT-15 caminha para torná-las exclusivamente eletrônicas. Desde 2006, a estrutura gerencial do PJe também se estendeu: no âmbito regional, o TRT 15ª conta com sua Comissão de Informática e com o Comitê Gestor Regional do Pje-JT.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor