Brasil fecha julho com 18,9 milhões de assinantes de TV

EmpresasNegóciosOperadorasRedes

Setor esboça recuperação após 10 meses perdendo assinantes. A penetração do serviço de televisão por assinatura chegou a 28,03% do total de domicílios brasileiros, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, 26, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O mercado de TV por assinatura começa a esboçar sinais de recuperação. Após amargar perdas consecutivas por dez meses, desde agosto do ano passado, quando totalizou 19,6 milhões de assinantes, o setor conseguiu crescer por dois meses consecutivos, em junho e julho de 2016, e agora soma 18,9 milhões assinaturas de TV, segundo dados divulgados nesta sexta, 26, pela Anatel.

O crescimento de junho em relação a maio havia sido inexpressivo, de 0,03% (5.649 novos usuários) e agora o setor registrou nova alta de 0,09% (16.852).

Esses novos assinantes vieram das tecnologias de fibra, que adicionou 6.947 usuários (todos da Telefônica/Vivo), e DTH, que incluiu 29.459 assinaturas. A tecnologia de Cabo, MMDS e TVA perderam usuários. No DTH, a OiTV conseguiu 15.178 novos clientes; a Claro hdtv, 3.882 ; e a Sky, 20.130, mas as demais operadoras juntas perderam 9.731 assinantes.

Grupos operadores

O grupo Net, Claro e Embratel liderou o crescimento do setor em julho, com 21.249 novas assinaturas, totalizando 9,841 milhões de clientes de TV, alta de 0,22% em relação à sua base no mês anterior. Em seguida veio a Sky, com 20.130 novos usuários, somando uma base 5,368 milhões de clientes e alta de 0,38% em relação a junho de 2016. A Oi, por sua vez, adicionou 15.178 usuário, mas foi a que teve maior crescimento de base: 1,26%, totalizando agora 1,224 milhão de clientes de TV. As demais operadoras perderam base, com destaque para a Telefônica/Vivo, que perdeu 2.942 assinantes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor