Entrevista da Semana: “Antes da tecnologia, a pequena empresa passa por nossa ‘ressonância digital’ de negócios”, diz CEO da Jiva

EmpresasERPGestãoNegóciosResultadosSoftware

Quem pensa que alta tecnologia de gestão e análise rigorosa de toda a operação do negócio são privilégios de grandes companhias, é porque não conhecem a estratégia diferenciada da Jiva. Longe de estar guardado a sete chaves, o segredo mora no mix de recurso de gestão empresarial e diagnóstico abrangente e digital [em poucos minutos] da operação de empresas de pequeno porte.

Tudo isso é o que garante e faz questão de destacar Fábio Túlio, CEO da Jiva, empresa mineira do Grupo Sankhya, especializada em soluções de gestão empresarial para pequenas empresas. Não por acaso, esse direcionamento levou a companhia, que atua há dez anos no mercado, a manter seu crescimento nos últimos meses, mesmo em um cenário adverso em solo nacional, marcado por turbulências econômicas.

A empresa cresceu 20% no primeiro semestre deste ano, na esteira de um público alvo, que apesar do pequeno tamanho do negócio, conseguiu enxergar que investir em tecnologia pode trazer grandes vantagens em tempos bicudos, ao se tornarem mais produtivas e competitivas.

No estado de São Paulo, a Jiva mantém franquias nas cidades de São Paulo, Campinas, Limeira, Sorocaba, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, região em que obteve atuação mais expressiva, com 26,61% do total das vendas do primeiro semestre deste ano. Seguido do estado de Minas Gerais, com 18,45%, onde fica a sua sede.

Mas esses resultados são movidos em grande parte pelo encantamento dos comandantes das pequenas empresas por essa tal “ressonância digital’ de negócios, como apelidou Túlio, ao aprimorado diagnóstico operacional realizado pela Jiva, em sua primeira visita ao cliente.

“Fazemos essa análise com base nas informações que perguntamos em nossa conversa com o cliente sobre processos, números, metas … Vamos inserindo esses dados em nosso aplicativo, o MahaGestão, que mensura o grau da maturidade da gestão da empresa”, explica Tulio.

A magia está em gerar gráficos, alertas e uma gama de informações, muitas vezes desconhecidas pelo próprio cliente, ali mesmo, na hora. “Em geral, a reação é de surpresa, pois muitas nunca tiveram oportunidade de realizar uma consultoria precisa do negócio. E isso tudo antes de falarmos em tecnologia e suas aplicações. E o melhor: inteiramente gratuito”, fala sem esconder o orgulho o executivo.

Essa ‘ressonância digital’ de negócios ainda é capaz de gerar, entre outras surpresas, uma timeline da operação do cliente, ou seja, traçar a evolução do negócio, de acordo com as metas estabelecidas, possibilitando mais rapidamente tomar decisões e construir um planejamento ágil e mais assertivo dos novos caminhos. “Revela os pontos fortes e os fracos do negócio”, ressalta. “É uma relação de causa e efeito. Mostramos as melhores práticas com a consultoria, oferecemos qualificação em na Universidade Corporativa Jiva e o nosso ERP.”

Essa Universidade mencionada por Tulio é uma iniciativa sob medida para quem precisa aprender o que, de fato, interessa, na prática, para o negócio. Uma oportunidade especial, sobretudo para o universo das pequenas empresas. Hoje, ela soma 14.164 mil profissionais treinados e capacitados. Nascida em 2006, vem formando times variados em gestão de negócios, com foco em conceitos de administração e melhorias de processos com uso de sistemas integrados de gestão empresarial (ERP).

Veja que interessante: instalada em Uberlândia (MG), a Universidade oferece aulas presenciais para funcionários e clientes da Jiva e diversos cursos a distância, abertos também a interessados em se profissionalizar no mercado de gestão empresarial.

Com mais de 300 colaboradores, 22 franquias em todo o território nacional e mais de 2 mil clientes, a Jiva, ao contrário do bom mineiro, que trabalha em silêncio, quer disseminar essa estratégia de atuação aos quatro cantos do Brasil. “Levamos uma gestão, de fato, até as pequenas empresas. Tecnologia apenas faz parte disso”, garante Túlio.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor