AOC lança óculos de realidade virtual

InovaçãoVestíveis

Num momento em que se aguarda a chegada do último grande player no mercado de realidade virtual, a Sony com o PlayStation VR, outras marcas estão mostrando suas tecnologias nesse segmento. É o caso da AOC, marca de monitores de PC que lançou seus óculos de realidade virtual.

Os óculos da AOC têm um desenho comum para esse tipo de equipamento, que a marca chama de “tela imersiva definitiva”. A expectativa é de que os óculos cheguem nas lojas antes do final de 2016, sendo exclusivo do mercado alemão nessa fase inicial, porque a revelação do produto foi feita durante a Gamescom.

A AOC não revelou muitos detalhes sobre os óculos, mas sabe-se que fará parte da iniciativa OSVR (Open Source Virtual Reality) e será compatível com games SteamVR.

Entre outras características estão fones retráteis, dois displays OLED com resolução 1080×1200 por tela e atualização a 90Hz. Os requisitos de PCs ligados aos novos óculos não foram revelados, mas a expectativa é de que exijam um poderoso poder de processamento, como o Oculus Rift, do Facebook.

O diretor de Marketing & Business Management da Asus na EMEA, Stefan Sommer, diz que a entrada na realidade virtual é um passo natural para a empresa. “Enquanto subsidiária do maior fabricante de telas do mundo, a AOC tem estado sempre na linha da frente dos desenvolvimentos no setor de telas, independentemente de se tratar de monitores ou equipamentos HM [head mounted]”, explicou. “Estou certo de que nosso novo equipamento de realidade virtual é apenas o primeiro de muitos outros que estão nos nossos planos. Os clientes da AOC podem esperar novos e incríveis produtos em breve.”

O preço também será atrativo: na Alemanha, onde será lançado, o equipamento custará 399 euros, ou R$ 1,4 mil. É mais barato que o Oculus Rift, que custa em torno de R$ 2 mil.

Entretanto, o mercado está em ebulição. Uma pesquisa recente do Goldman Sachs indicou que a realidade virtual “tem o potencial para gerar uma indústria de milhares de milhões de dólares e revolucionar o mercado, tal como aconteceu com a chegada do PC.”

O potencial de utilização é variado, à semelhança de outros equipamentos como os computadores e os smartphones: jogos, entretenimento em vídeo, educação, eventos ao vivo, saúde, engenharia, varejo, imobiliária, setor militar, entre outros. Só falta que os óculos cheguem em mais mercados com preços mais acessíveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor