Martins Atacadista investe em inteligência analítica e otimiza resultados

Business IntelligenceData StorageEmpresasNegócios
0 5 Sem Comentários

Tecnologia do SAS, empresa de Analytics, ajuda o Martins Atacadista a extrair todos os benefícios do setor, um ambiente altamente dinâmico e competitivo, no qual conhecer e prever o comportamento do consumidor pode fazer toda a diferença. O atacadista-distribuidor agora tem recursos e autonomia de análise em todos os departamentos da empresa com o SAS Visual Analytics.

O VA foi implementado na Martins em setembro de 2014, como projeto piloto de BI com exploração de dados da equipe de TI, que necessitava de uma ferramenta flexível e eficiente para testes e prospecções na área de negócios. Desde então, a solução incorporou a gestão e operação dos dashboards de análise, substituindo as tarefas do sistema de BI tradicional da empresa.

“A interface self-service do VA, de fácil visualização, ofereceu autonomia para análises departamentais e a nível organizacional do cliente, sem a necessidade de empregar grandes esforços em TI”, afirma Enrique Falconi, especialista em soluções de BI do SAS Brasil.

Segundo Nilton Mayrink, CIO da Martins Atacadista, a adoção da tecnologia trouxe uma série de resultados significativos em praticamente todos os departamentos da empresa desde que foi adquirido. O principal deles foi uma redução de 97% no tempo de implementação das aplicações, de três meses para apenas três dias. “Com isso ganhamos agilidade na camada de decisões, sem a necessidade de empregar grandes equipes e direcionar recursos a terceiros”, diz ele.

Além da redução de custos, o aumento da produtividade também permitiu um crescimento exponencial na geração de valor para os negócios e no envolvimento dos departamentos. De apenas um departamento no projeto piloto, o uso do VA evoluiu para 20 diferentes áreas na empresa e cerca de 650 usuários. Somente na área de negócios, o numero de analistas passou de três para 84 colaboradores, além de expansões significativas em outros departamentos, como Marketing e Vendas. Para os próximos meses, Mayrink espera atingir a marca de 1.500 usuários, o que representa cerca de 30% da empresa, com expectativa de atingir todos os funcionários propensos a utilizarem a ferramenta.

Mayrink destaca que o mercado atacadista é altamente competitivo, tanto pela concorrência direta como também pela indireta com os grandes varejistas, especialmente aqueles que concorrem diretamente com os principais clientes da Martins. A principal razão dessa competitividade, segundo ele, está na volatilidade do consumidor final, que sofre mudanças comportamentais com frequência e varia o hábito de compras, transformando a relação que existe entre esses dois mercados.

Essa competitividade está acelerando a transformação digital dos negócios em ambas as frentes, sejam atacadistas ou varejistas, que embarcam na Terceira Plataforma (Analytics, Cloud, Social e Mobilidade) para sobreviver à nova dinâmica do relacionamento com o consumidor. “Portanto, a vantagem de negócios estará cada vez mais no campo de batalha tecnológico, em que a inteligência de dados desempenha papel fundamental”, conclui ele.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor