Tesla Motors agrava prejuízos no segundo trimestre

InovaçãoTecnologia Verde
0 0 Sem Comentários

A Tesla Motors voltou a reportar prejuízos no segundo trimestre, marcando o 13º trimestre consecutivo de perdas. Ainda assim, o CEO Elon Musk referiu que a marca vai entregar os próximos modelos dentro do prazo.

Os prejuízos agravaram-se de 184,2 milhões no ano passado para 293,2 milhões neste trimestre, cerca de 2,09 dólares por ação. Foi um movimento contrário ao volume total de negócios da Tesla Motors, que subiu 33% para 1,27 bilhão de dólares.

As perdas neste período devem-se ao aumento dos investimentos nas fábricas de carros e baterias, essenciais para a entrega dos modelos pré-reservados. Já na segunda metade do ano, o plano é entregar 50 mil novos carros, Model S e Model X. No trimestre passado as coisas não correram bem – a empresa falhou o alvo de entregas a que se tinha proposto.

A preparação para o Model 3 exigirá ainda em 2016 um total de investimento de 2,25 bilhões de dólares. Será uma missão difícil: o carro, que está previsto para 2018, bateu todas as expectativas de pré-reservas e a empresa terá de aumentar dez vezes a sua produção em dois a três anos.

O diretor financeiro Jason Wheeler disse, na conferência com analistas, que se estas entregas decorrerem sem problemas a Tesla Motors poderá tornar-se rentável este ano, antes de impostos. A primeira e última vez que a marca teve lucros foi em 2013.

“Estivemos no inferno da produção nos primeiros seis meses do ano”, admitiu Elon Musk. “Foi um inferno. E conseguimos sair dele a partir de junho e agora a linha de produção está a funcionar e a maioria dos nossos fornecedores resolveram os problemas.”

A empresa planeia também abrir novos stands, um a cada quatro dias em várias cidades, incluindo Cidade do México, Taipé e Seoul.

Entretanto, foi concretizada a compra da SolarCity, em que Musk é o principal acionista, por 2,6 bilhões de dólares. A ideia é “casar” dois modelos de negócio que apostam em energias limpas, apostando em painéis solares e outras soluções de eficiência energética. Musk disse que a combinação das empresas permitirá poupanças de 150 milhões de dólares por ano sem grandes aumentos de capital, algo que os analistas ainda querem esperar para ver.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor