Alcatel-Lucent Enterprise já permite modelo pay-per-use

CloudRedes
0 0 Sem Comentários

A ALE, que atua sob a marca Alcatel-Lucent Enterprise, anunciou o lançamento de novos modelos de negócios que irão viabilizar o pay-per-use. É um método alternativo de comprar e consumir soluções de tecnologia que está se alastrando na indústria.

Esse acesso a serviços de TI em modelo “sob demanda” permite que existam benefícios de negócio que protegem o investimento operacional, ao mesmo tempo em que garantem ferramentas colaborativas produtivas. A Alcatel-Lucent Enterprise está lançando dois novos modelos, que permitem às empresas comprar rede com base no consumo e obter ferramentas de colaboração no espaço de trabalho a partir da nuvem.

“Diversos mercados atualmente são cíclicos e novos modelos de negócios vão ajudar as empresas a adotar a transformação via tecnologia”, afirma Steve Saunders, diretor de nuvem APAC da Alcatel-Lucent Enterprise. “A estratégia de optar por oferecer novos modelos de negócios foi criada para, simplesmente, ajudar os clientes a mudarem a forma de comprar serviços de rede, das comunicações à colaboração, e a dar condições de mudarem o seu cenário interno, deixando de ser um proprietário de ativos de infraestrutura para se tornar um consumidor de serviços de infraestrutura.

O conceito é esse mesmo: em vez de as empresas pagarem frequentes mudanças em tecnologias, elas simplesmente pagam pela capacidade de que necessitam. Por outro lado, deixam de se preocupar com ter profissionais habilitados a dar suporte e operar novas infraestruturas.

A IDC prevê que, até 2020, 80% da infraestrutura de TI será usada no modelo de pay-per-use (sob demanda). A Alcatel-Lucent Enterprise não quer perder essa onda – e, do ponto de vista dos clientes, existe o incentivo de focar investimentos nas prioridades dos negócios e não nos gastos operacionais de infraestrutura.

Austrália e Singapura são os primeiros mercados com esses novos modelos de negócios. Entre os dois novos serviços da ALE estão:

  • Alcatel-Lucent Network On Demand-NOD (Rede sob Demanda) é o serviço de rede no modelo ‘pay-per-use’ (tanto LAN quanto WLAN). Foi lançado na Austrália recentemente e permite que as empresas obtenham a tecnologia de rede mais avançada no modelo ‘pay-per-use’.Rede sob demanda é um serviço gerenciado unificado e seguro de LAN/WiFi que, na Austrália, vai ser oferecido via parceiros como Nexon, BTAS e UXC Connect (agora, uma empresa CSC). Com as ferramentas automatizadas de gerenciamento na nuvem, os parceiros de negócios são capazes de oferecer serviços gerenciados para simplificar operações e melhorar a satisfação dos seus clientes.
  • Alcatel-Lucent Rainbow Workplace oferece formas colaborativas de interagir baseadas na nuvem, entre membros da equipe de trabalho, estando eles nos dispositivos móveis ou em suas mesas, com aplicações que são instaladas com apenas um clique. Do ponto de vista funcional, a solução incorpora mensagens instantâneas, soluções de telepresença, e conversas via voz e vídeo. O Rainbow atua com uma ampla gama de fornecedores de PABXs, permitindo que os clientes aumentem a vida da sua infraestrutura de PABX já instalada em sua empresa. Estará disponível globalmente no último trimestre de 2016.

Esses dois novos serviços seguem a oferta de UCaaS (Comunicações Unificadas como Serviço) da Alcatel-Lucent, o OpenTouch Enterprise Cloud.

“Queremos dar condições aos nossos clientes de realizarem a transformação digital – e estamos trabalhando com os nossos parceiros de negócios, não apenas em um nível tecnológico, mas também focados nos resultados de negócios para garantir o sucesso dos clientes”, sublinha Steve Saunders.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor