IoT: mercado está evoluindo de pilotos para projetos em larga escala

Inovação
0 19 Sem Comentários

A terceira edição anual da pesquisa “Global IoT Decision Maker Survey” da IDC mostra que o mercado de Internet das Coisas (IoT na sigla inglesa) está evoluindo rapidamente dos pilotos e provas de conceito para implantações em larga escala, que incorporam nuvem, analítica e segurança.

Todas as conclusões da pesquisa serão apresentadas pelo time de IoT da consultora no IDC Web Conference, que decorre hoje  em Massachusetts. O documento procura conhecer a percepção dos decisores de TI e negócio sobre a Internet das Coisas e seus planos de implantação.

Entre os tópicos analisados estão o nível de conhecimento de IoT na empresa, planos futuros, drivers e obstáculos a adoção, seleção de fornecedores, fatores organizacionais e requisitos de segurança, nuvem e analítica.

“A formulação de estratégias, definição de orçamento e suporte a soluções IoT estão contribuindo para uma contenda entre executivos de linha de negócio e os CIO”, analisa o vice-presidente sênior de Enterprise Systems da IDC, Vernon Turner. “Todavia, essa corrida pode estar terminando, porque em muitos casos os executivos de linha de negócio estão agora liderando as discussões e pagando ou compartilhando os custos das iniciativas com os CIO.”

Algumas conclusões chave da pesquisa são as seguintes:

  • 31.4% das organizações já lançaram soluções IoT solutions, com mais 43% olhando uma possível implantação nos próximos doze meses
  • 55% dos inquiridos veem o IoT como estratégico para seus negócios, de forma a competirem com maior eficiência
  • Enquanto a segurança, privacidade e custos iniciais são preocupações de topo para os decisores, a falta de skills internas é um novo problema nesse setor
  • Melhorar a produtividade, reduzir custos e automatizar processos internos são vistos como principais benefícios da Internet das Coisas. Se trata de um foco interno e operacional das organizações no curto prazo, em vez de benefícios externos e relacionados aos clientes.

“Esse ano vemos confirmado que os fornecedores que lideram com uma solução integrada de nuvem e analítica estão sendo considerados como parceiros críticos no investimento IoT das empresas”, revela Carrie MacGillivray, vice-presidente de Mobilidade e Internet das Coisas na IDC. “Também notamos que os fornecedores de redes e TI tradicional estão caindo, ao mesmo tempo que integradores de sistemas e software avançam na mente dos clientes.”

A edição 2016 do Global IoT Decision Maker Survey inclui mais de 4,500 participantes de 25 países, em várias indústrias. Os dados foram adaptados tendo em conta o produto interno bruto (PIB) de cada país.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor