Israelense quer compensação da SpaceX por perda do satélite Amos-6

EmpresasNegócios

A Spacecom Communications estima perdas de US$ 30 milhões a US$ 123 milhões no mercado financeiro com a destruição do satélite que, entre outros serviços, seria utilizado pelo Internet.org do Facebook.

A israelense Spacecom Communications quer uma compensação pela perda do seu satélite Amos-6, destruído na explosão do foguete Falcon 9, da SpaceX, devido a uma falha durante testes de rotina de queima de combustível na última quinta-feira. Em conferência com jornalistas no último domingo, a empresa demandou US$ 50 milhões em dinheiro ou um lançamento grátis da empresa privada de exploração espacial de Elon Musk.

A Spacecom estima ainda perdas de US$ 30 milhões a US$ 123 milhões no mercado financeiro. As ações da israelense caíram 9% no dia da explosão, a negociação dos papéis chegou a ser suspensa na manhã de domingo, mas despencaram outros 34% quando a negociação foi retomada. Para complicar o cenário, a Spacecom havia fechado um acordo para ser adquirida pela Xinwei no mês passado, mas o negócio estava condicionado ao lançamento com sucesso do Amos-6.

O satélite seria utilizado pelo Facebook para levar internet banda larga para áreas da Europa, Oriente Médio e África Subsaariana no escopo da iniciativa Internet.org.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor