Mobile Edge Computing da Nokia agora disponível para empresas

EmpresasInovaçãoMobilidadeNegóciosRedes

Nokia anunciou três aplicações específicas do ambiente AppFactory. São aplicações de uso intensivo de dados na plataforma Mobile Edge Computing (MEC) que permitem o rastreamento de objetos, vigilância em vídeo e analítica para melhorar operações e dar mais segurança a indústrias, hubs de transporte, hospitais e outras verticais.

A finlandesa Nokia decidiu estender as aplicações de sua plataforma Mobile Edge Computing (MEC) para que empresas também possa tirar proveito de aplicações usando baixa latência e uma plataforma de banda larga móvel para negócios críticos que satisfaz necessidades de comunicação, melhora a operação e reduz custos.

O foco da Nokia são empresas das áreas de indústrias, hubs de transporte, hospitais e campus que conectam pessoas e workflows automatizados.

São três as primeiras aplicações do ambiente AppFactory anunciadas nesta segunda, 19. A primeira é o object tracking, que permite o rastreamento de ativos e pessoal com precisão de centímetros. Serve para etiquetar e rastrear carros de transporte de bagagens em aeroportos, cadeiras de rodas e outros equipamentos médicos de alto valor em hospitais e ativos de armazéns. A aplicação mantém os itens constantemente visíveis, reduzindo riscos de roubo e outras ameaças de segurança. A segunda aplicação é de video surveillance, que estende a sala de operações a dispositivos móveis e permite acesso às equipes de segurança a um feed confiável em tempo real onde quer que estejam. Por último, a aplicação de video analytics – a plataforma MEC analisa os feeds de dados de câmeras de segurança alertando a equipe de segurança sobre uma atividade irregular em tempo real.

Mobile Edge Computing

A Nokia promete conectividade robusta para a plataforma MEC, que processa os dados próxima do cliente final, evitando assim uma latência elevada. Inicialmente, a conexão se dará em espectro licenciado para redes LTE, trabalhando em parceria com as operadoras para transformar partes de suas redes 4G em redes privadas LTE discretas, usando também redes Wi-Fi . Para o futuro, a Nokia espera poder fazer uso também de LTE em faixas de espectro não-licenciadas com a tecnologia MulteFire.

 

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor