Startups Mais Promissoras do Ano: três empresas brasileiras em competição

NegóciosStartup
0 3 Sem Comentários

Três startups brasileiras foram selecionadas para participar da “NACO’s Most Promising Startup of the Year”, uma competição organizada pela National Angel Capital Organization. É uma aceleradora canadense que quer premiar os dois negócios mais promissores de 2016.

As startups brasileiras selecionadas são a Dinneer, Filho sem Fila e Winker. A escolha foi feita por investidores junto com outras 32 empresas de vários locais do mundo e o resultado será conhecido na próxima semana, entre os dias 4 e 6 de outubro em Vancouver, no Canadá.

Durante o evento, as startups serão avaliadas por qualificação da equipe, oportunidade de negócio, competitividade e sustentabilidade de seu modelo, valorização da marca e impacto social causado.

A premiação ocorrerá durante o National Angel Summit, reunindo os principais nomes de empreendedorismo do mundo que poderão estudar e avaliar as startups, como David Rosen (definido pela Forbes como o Arcanjo de Nova York), Patrick Lohr (fundador do iStockphoto e investidor em mais de 1.500 startups), Jordan Green (diretor de pesquisas e inovação na Universidade de Melbourne e caçador de talentos do Vale do Silício) e Christopher Bissonnette (neurocientista, coordenador de pesquisas sobre Alzheimer e investidor em dezenas de startups canadenses e norte-americanas).

Flavio Estevam, CEO da Dinneer, afirma estar satisfeito com o reconhecimento internacional. “São 27 países que já tem anfitriões e jantares regularmente, ter o Dinneer como uma das referências mundiais em negócios promissores é resultado de trabalho árduo da nossa equipe. Mas agora o foco é crescer o mais rápido possível em um curto período de tempo.” A startup está atualmente participando do programa de aceleração da LaunchAcademy, em parceria com a dream2be.

Lane Merrifield, um dos palestrantes convidados, reforça a importância da competição: “Há tantas pessoas bem-intencionadas porém fazendo investimentos temerários. Minha esperança é que através dessas histórias, dos estudos apresentados e das indicações realizadas, outros possam ter insights que vão revolucionar o mercado.”

Esse é o perfil das startups brasileiras que estão chamando a atenção lá fora:

Dinneer (MS)

É uma plataforma de compartilhamento de jantares, que reúne anfitriões apaixonados por culinária com visitantes que querem ter novas experiências gastronômicas. A ideia é que produza novas amizades e circulação de renda, através da economia colaborativa.

Filho sem Fila (SP)

Se trata de um aplicativo de geolocalização que envia à escola uma notificação de que o responsável pela criança está chegando, visando facilitar e agilizar a saída das escolas. O intuito é propiciar maior escoamento de trânsito e segurança para pais e alunos, diminuindo o tempo de espera.

Winker (SC)

Essa plataforma de gerenciamento de condomínios permite realizar solicitações, controle de visitantes, correspondências e reservas de espaços comuns, dando transparência e praticidade à gestão de espaços residenciais coletivos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor