Twitter buscando compradores: Google e Salesforce interessadas

e-MarketingRedes Sociais
0 0 Sem Comentários

Com dificuldades em crescer sua base de usuários e transformar prejuízos em lucros, a rede social Twitter estará buscando compradores. De acordo com várias notícias avançadas na mídia, a empresa está conversando com potenciais interessados.

A CNBC avança que a Alphabet (casa-mãe da Google) e Salesforce são duas das empresas com quem o Twitter está conversando. Uma proposta formal de aquisição poderá ser formulada brevemente – embora seja difícil prever quais os termos do negócio, sendo a rede social uma empresa pública.

Precisamente, desde que o Twitter entrou em bolsa, em 2013, a pressão de seus investidores para a obtenção de resultados financeiros não deu muito certo. Esse ano, a rede está apresentando os piores resultados desde o IPO, e nem o regresso do cofundador Jack Dorsey, que acumula funções como CEO do Twitter e da Square, resultou em melhorias.

Ao contrário do Facebook, que teve uma dispersão em bolsa complicada no início mas encontrou seu caminho, o Twitter não consegue alargar a base de usuários o suficiente para se tornar lucrativo. O Facebook tem 1,71 bilhão de usuários, enquanto o Twitter continua nos 500 milhões – e apenas em torno de 313 milhões são usuários ativos mensais.

Ao mesmo tempo, o Instagram (que também pertence ao Facebook) e o Snapchat estão ganhando notoriedade e negócio entre anunciantes e agências de comunicação, tornando o Twitter menos relevante nesse espaço competitivo. A rede social tem efetuado mudanças e assinado parcerias, por exemplo com a NFL e a Bloomberg, mas não é o suficiente para dar o salto necessário.

As notícias de que a empresa está buscando compradores deram um enorme impulso na cotação das ações, que dispararam mais de 20% na sessão de sexta-feira – foi o maior aumento desde a entrada em bolsa.

Algumas casas de análise financeira acreditam que o Twitter poderá ser comprado por US$ 22 por ação. Essa é a cotação atual, após o aumento exponencial de hoje.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor