Atos lança Alien4cloud para aplicativos na nuvem híbrida

HOME
0 0 Sem Comentários

A Atos, companhia de serviços digitais e parceira mundial de TI do Comitê Olímpico Internacional (COI), está lançando o alien4cloud, um pacote de software que automatiza o ciclo de vida dos aplicativos, do desenvolvimento até a implementação, em produção interna ou em qualquer tipo de nuvem.

A ideia é responder às exigências da transformação digital, em que qualquer organização precisa modernizar sua TI continuamente, inovar e migrar rapidamente para modelos baseados em nuvem. O fator crítico em qualquer fase do ciclo de vida do aplicativo é a agilidade, considerando o desenvolvimento até a implementação e produção, em uma ampla gama de ambientes – desde a cloud pública à nuvem híbrida.

O alien4cloud, diz a Atos, permite acelerar esse processo de transformação digital das empresas, fazendo com que as operações de TI consigam responder a qualquer necessidade da equipe de aplicativos com mais agilidade e eficiência.  

Usando práticas de DevOps, equipes de desenvolvimento podem usar o sistema para acessar um portal de autoatendimento, onde conseguem aprimorar a colaboração, reduzir o ciclo de vida do aplicativo e otimizar o ROI (retorno do investimento).

“O alien4cloud ajuda a racionalizar os ativos de TI e fomenta a competitividade, reduzindo o ciclo de vida do aplicativo de acordo com a evolução de suas necessidades empresariais”, explica Jérôme Sandrini, vice-presidente e chefe de software e serviços de Big Data da Atos. “Com o lançamento, linhas de negócios de autoatendimento não dependem mais de uma estrutura de TI de grande porte”, sublinha.

Além disso,  analistas acreditam que duas de cada três empresas devem hospedar mais de 50% de seus aplicativos em nuvem nos próximos três anos.

Esses são os destaques do produto:

–      Implementação em minutos, ao invés de dias, e sem a necessidade de suporte especializado;

–      DevOps facilita a colaboração entre as equipes de desenvolvimento e implementação durante todo o ciclo de vida do aplicativo;

–      Flexibilidade de migrar para o melhor ambiente de implementação (público, privado ou híbrido) a qualquer momento e sem investimento adicional;

–      Tranquilidade na migração de aplicativos existentes ou distribuição de novos;

–      Alinhado com TOSCA (Especificação de Topologia e Orquestração para Aplicativos em Nuvem);

–      Permite criar um mercado corporativo com provisionamento contínuo do aplicativo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor