Base de TV por assinatura no Brasil volta a cair

NegóciosOperadorasRedes
0 0 Sem Comentários

Setor havia conseguido crescer em mais de 44 mil novas assinaturas de serviços de TV paga em julho, perdeu 48,5 mil assinaturas em agosto e agora soma 18.906.862 acessos de televisão por assinatura.

A base de TV por assinatura no Brasil voltou a encolher no mês de agosto: perdeu 48,5 mil acessos de TV paga no último mês, mais do que os 44 mil novos clientes que as operadoras haviam conquistado em julho. De acordo com dados da Anatel divulgados nesta sexta, 7, o país encerrou agosto com um total de 18.906.862 assinantes de TV por assinatura – em julho eram 18.955.393. O percentual de domicílios brasileiros com o serviço de TV paga também caiu de 28,03% em julho para 27,78 % em agosto.

No acumulado de 2016, o setor já perdeu mais de 207 mil acessos e na comparação com agosto de 2015, as perdas somam de 710,6 mil assinantes.

Entre as tecnologias, apenas a distribuição de TV via Fibra cresceu, que é o serviço Vivo TV Fibra, o único contabilizado como fibra pela Anatel. Foram 6.268 novos clientes. As demais tecnologias perderam assinantes.

captura-de-tela-2016-10-07-as-15-37-22

 

Tecnologia Julho (2016) Agosto (2016)
DTH 10.866.714 10.851.396
FTTH 200.644 206.912
MMDS 7.846 7.500
TVA 66 66
Cabo 7.880.123 7.840.988
TOTAL 18.955.393 18.906.862

 

Entre os grupos operadores, o grupo América Móvel, que no Brasil opera com as marcas Clarohdtv e Net, foi o que mais cresceu, com 21,7 mil novos assinantes; seguido pela Oi, com 18,4 mil novos acessos de TV; e pela Telefônica/Vivo, com 3,4 mil adições líquidas. Os demais grupos operadores perderam assinantes.

Ao final de agosto, Claro/Net/Embratel somavam 9.862.835 assinantes; Sky/AT&T, 5.323.610; Telefônica/Vivo, 1.762.486; Oi, 1.242.416; NossaTV, 127.269; Blue TV, 109.595; Algar, 100.461; e as demais operadoras, 378.190.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor