Bludata projeta novo data center Tier 3 para 2017

CloudData CenterData StorageEmpresasInovaçãoNegóciosTecnologia Verde
0 0 Sem Comentários

Com investimentos de R$ 5 milhões em nova sede, Bludata terá novo data center que seguirá padrão de qualidade mundial e buscará certificação Tier 3. Ele será 12 vezes maior que o centro de processamento de dados atual da empresa.

A retração econômica do mercado brasileiro não atrapalhou os planos da brasileira Bludata. Sediana em Blumenau (SC), a empresa está investindo R$ 5 milhões em uma nova sede com estrutura moderna e sustentável e que abrigará um novo centro de processamento de dados. Em parceria com a Clemar, especializada no desenvolvimento de projetos de data centers, a nova sede que será inaugurada em 2017 abrigará também um novo data center da Bluata que, segundo José Henrique da Silva, fundador da Bludata, terá padrão internacional de qualidade e pretende atinjir o nível 3 da certificação Tier, conferida pelo Uptime Institute Professional Services. “Aqui no Brasil, poucas empresas contam com este reconhecimento que confere qualidade e segurança à estrutura. Nosso objetivo é mostrar que estamos focados em oferecer o que há de melhor para clientes e parceiros”, explica o executivo, que complementa que só não conseguirá o nível 4 porque o nível exige duas fornecedoras de energia elétrica.

O novo prédio terá painéis solares, garagem com tomadas para carros elétricos, bicicletário, vestiário, terraço verde e paredes de vidro, podendo abrigar até 250 profissionais simultaneamente. Serão sete andares, localizados no bairro Ponta Aguda, em Blumenau (SC).

Já o novo centro de processamento de dados terá uma estrutura 12 vezes maior que a atual, com uma estrutura de múltiplos caminhos de distribuição independente, servindo aos equipamentos de TI; alimentação dupla de energia compatíveis com a topologia da arquitetura do local; e infraestrutura paralelamente sustentável, garantindo a disponibilidade de 99,982%.

Atualmente as soluções da Bludata processam de 24 milhões de habilitações para dirigir e 48 milhões de documentos veiculares ao ano e oferece solução de Office Banking para a Creditran, internet banking para o Banco Rendimento e uma solução de ensino EAD para o Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transporte (Icetran). A empresa, que conseguiu crescer 15% em 2015, projeta manter o crescimento para 2016 e possui clientes em todo o país, com atuação predominante em São Paulo e Santa Catarina.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor