Em busca de uma operação rentável, Twitter cortará 9% de seus funcionários

e-MarketingFinançasNegóciosRedes Sociais
0 0 Sem Comentários

Com 317 milhões de usuários ativos ao mês e uma operação no vermelho, Twitter cortará 350 funcionários e suspenderá investimentos em áreas que não sejam de seu core business em busca de conseguir seu primeiro lucro em 2017.

Ao final do terceiro trimestre, o Twitter somava 317 milhões de usuários ativos ao mês e registrou um aumento de 8% em sua receita na comparação anual entre trimestres, fechando setembro com um total de US$ 616 milhões. Também houve aumento de 6% nas receitas com anúncios, para US$ 545 milhões, com os anúncios na plataforma mobile respondendo por 90% dessa receita. Mas apesar desses números positivos, a operação da rede de microblogging ainda não é rentável. O Twitter registrou um prejuízo líquido de US$ 102,9 milhões, resultado um pouco melhor que os US$ 131,7 milhões registrados no terceiro trimestre de 2015.

Em busca de conseguir se tornar uma operação rentável e aumentar suas receitas, o Twitter anunciou em carta aos acionistas que mesmo com os resultados melhorando, uma reestruturação é necessária e alguns cortes serão feitos. Serão demitidos cerca de 350 funcionários, o equivalente a 9% do total de empregados da empresa para tornar mais eficientes as áreas de vendas, parcerias e marketing e eliminará investimentos em áreas que não são o core business da empresa para conseguir atingir a meta de ter lucro em 2017.

“Com o tempo, investiremos em áreas adicionais de acordo com a expectativa de retorno e resultado para os negócios”, disse a empresa na carta. A estimativa é de US$ 10 milhões a US$ 20 milhões de gastos com a reestruturação da força de trabalho e entre US$ 5 milhões e US$ 10 milhões os gastos com compensação baseada em ações.

Para o ano fiscal de 2016 a expectativa do Twitter é obter uma receita entre US$ 700 milhões e US$ 715 milhões, com gastos de capital da ordem de US$ 360 milhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor