Futurecom 2016: TIM oferecerá serviços de Big Data a OTTs

Big DataData StorageEmpresasNegóciosOperadorasRedes
0 0 Sem Comentários

Operadora quer aproveitar sua expertise no tratamento de 6 bilhões de registros de usuários ao dia para oferecer serviços para provedores de serviço que utilizem a rede da operadora (OTTs).

A TIM quer potencializar toda a expertise adquirida no tratamento dos cerca de 6 bilhões de registros de usuários ao dia para oferecer serviços de Big Data a provedores OTT e outros provedores de serviço. De acordo com o Chief Strategy Officer da TIM, Luis Minoru, são 305 milhões de ligações por dia nas redes da TIM, 386 milhões de conexões de dados e 192 milhões de SMS/dia.

“O Big Data da TIM está pronto para ser oferecido a parceiros de negócios. Não seremos um OTT, mas queremos estar perto deles, com parcerias para soluções inovadoras”. A proposta da TIM é usar sua plataforma de Big Data para realizar análises e relatórios de comportamento dos usuários, prever tendências. “Todos os registros dos clientes devem servir para oferecer serviços inovadores, ser revertidos em benefício para a sociedade. E claro que estamos falando dessa coleta de forma anônima – dados anônimos sem a identificação do cliente”, diz Minoru.

O primeiro teste do uso da plataforma de Big Data da TIM com terceiros aconteceu na parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, durante as Olimpíadas. Foram contabilizados mais de 2,6 bilhões de registros de dados da TIM e mais de 1,6 milhão de dados de turistas em suas redes entre agosto e setembro no Rio de Janeiro. A TIM proveu à prefeitura informações sobre mobilidade urbana, com percentual de nacionalidade dos turistas e locais de deslocamento e maior concentração de pessoas.

De acordo com Raimondo Zizza, CIO da TIM, todo o modelo de negócios será baseado em APIs de rede da operadora. “O Big Data é o core da arquitetura e com APIs garantimos a segurança para o acesso de parceiros externos. Podemos oferecer consumo da info por parte de terceiros com API e até fazer o billing dos serviços do parceiro”, diz.big data


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor