Microsoft Dynamics 365 chega a 1 de novembro

CloudCRMe-MarketingERPSoftware
0 0 Sem Comentários

A Microsoft pretende disponibilizar seu serviço Dynamics 365 a 1 de novembro, providenciando uma plataforma que integra ERP e CRM na nuvem.

O Dynamics 365 estará alojado em Azure, conforme a Microsoft havia anunciado em julho. Se trata de uma reformulação das capacidades do Dynamics CRM, Dynamics AX e Project Madeira – o nome de código da componente financeira do novo produto.

Os primeiros sete aplicativos do Dynamics 365 estarão disponíveis no início de novembro em 135 mercados e 40 línguas, de acordo com a publicação de Takashi Numoto, vice-presidente corporativo de Microsoft Cloud e Enterprise no blogue oficial da empresa.

A vantagem do o serviço é que permitirá desenhar aplicativos para endereçar necessidades específicas, como automação das vendas ou serviço ao cliente. A solução também conta com a “inteligência” da provedora, analítica e machine learning, numa era em que todo mundo está enfrentando essa transformação digital.

Nesse sentido, a empresa anunciou o lançamento do Dynamics 365 for Customer Insights, um app independente de analítica que conecta com fontes de dados diversas (CRM, ERP, redes sociais, IoT…) e dá uma visão 360º do cliente, com sugestões automáticas para melhorar o engajamento.

A plataforma usa um modelo padronizado de dados, que permite aos clientes alargarem funcionalidades e construírem apps dedicados, usando PowerApps, Microsoft Flow ou outra ferramenta para desenvolvedores.

Numoto explica que haverá duas eles adiço Dynamics 365: a Enterprise e a Business, dedicadas às grandes corporações e as PME. O pagamento será feito por aplicativo e por usuário.

“Com a subscrição baseada no app, você paga pelo que precisa, com licenças para usuários individuais. Com essa nova abordagem, você pode criar cargos que têm acesso a todos os apps e funcionalidades que os trabalhadores precisam para seu trabalho”, adianta Numoto. Por exemplo, alguém que trabalhe em serviço ao cliente será mais produtivo se puder acessar dados dos aplicativos de clientes, locais e vendas – mas esse plano só exige uma licença para esse trabalhador, e não três. “Os clientes podem poupar quatro a cinco vezes o custo de provedores tradicionais de CRM”, garante o executivo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor