Shopping JK Iguatemi e Pizzaria Domino’s adotam chatbots no Facebook

CRME-commercee-MarketingEmpresasInovaçãoNegóciosRedes Sociais
0 0 Sem Comentários

O Facebook liberou ferramentas para o desenvolvimento de chatbots no Messenger em abril deste ano e agora as empresas começam a anunciar seus assistentes virtuais.

O Shopping JK Iguatemi agora oferece um canal automatizado de atendimento ao cliente com chatbot a partir do Facebook Messenger. O objetivo, de acordo com a Iguatemi Empresa de Shopping Centers, é otimizar o relacionamento com os consumidores do shopping com o acesso a um assistente virtual.

O bot está preparado para enviar respostas rápidas sobre questionamentos diversos, desde a programação do cinema a informações gerais sobre lojas, atendendo a mais de 97 mil seguidores que acompanham o shopping no Facebook. A ferramenta poderá ainda direcionar o cliente para o atendimento direto com a equipe do shopping.

Aline Zarouk, diretora de marketing da Iguatemi, garante que a inovação é um dos principais pilares da empresa. “Sempre buscamos a excelência no atendimento e o Bot chega para complementar o nosso serviço. Com ele, a comunicação com o consumidor será imediata, facilitando a busca por informações”, observa. A Iguatemi afirma que segue realizando estudos de programação para que este SAC automatizado “seja enriquecido e traga as informações de forma cada vez mais eficaz”.

Já a rede de pizzarias Domino’s prepara para novembro o lançamento do seu assistente virtual para delivery na cidade de Curitiba. O chatbot Pepperrobot, criado pela brasileira Harlio, atenderá quatro lojas da rede na capital paranaense, as unidades de Batel, Ecoville, Juvevê e Portão. O bot informará o menu, fará os pedidos delivery e, futuramente, efetuará os pagamentos, tudo através do Facebook Messenger.

Diego Ramiro, sócio da Harlio, explica que tudo acontecerá da mesma maneira que acontece no atendimento por telefone. “Temos como meta para o ano que vem transitar pelo menos 10% do faturamento da Domino’s pelo chatbot, ou seja, rodar mais de 1,6 mil pedidos por mês só nas lojas de Curitiba”, revela Ramiro.

O Facebook liberou o acesso a ferramentas para desenvolvedores criarem chatbots no Messenger em abril desde ano e, de acordo com a Harlio, representam uma redução de 70% no custo de desenvolvimento de aplicativos.

A estimativa do Bank Of America Merrill Lynch é de que os bots movimentem US$ 153 bilhões até 2020.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor