Anatel inaugura sala de coordenação do nono dígito no Rio

M2MOperadorasRedesRegulação
0 0 1 Comentário

Sala de Situação da agência está localizada no Rio de Janeiro e reunirá técnicos da Anatel, das operadoras e de fornecedores para solucionar qualquer problema na migração para o sistema de nove dígitos da telefonia móvel para os estados da região Sul. 95 mil testes de simulação foram realizados com 100% de eficácia entre agosto e outubro.

Entrou em operação nesta sexta-feira, dia 4, a Sala de Situação da Anatel para a coordenação dos trabalhos de implementação do nono dígito na telefonia móvel nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Localizada no Rio de Janeiro, a sala reunirá técnicos da agência reguladora brasileira e das operadoras Algar Telecom, Claro, Oi, Sercomtel, TIM e Vivo, além de representantes de fornecedores como Huawei e Ericsson. O grupo deve estar a postos para resolver qualquer emergência que possa vir a surgir quando o sistema entrar em operação no próximo domingo, dia 6.

A partir desta data, todas as chamadas ainda realizadas com oito dígitos serão completadas normalmente até o dia 15 de novembro. De 16 de novembro a 13 de fevereiro, as chamadas com oito dígitos para celulares da região Sul serão interceptadas por uma mensagem informando o usuário para que realize novamente a ligação inserindo o 9 antes do número de celular para quem está tentando realizar a chamara. Após 13 de fevereiro, as chamadas simplesmente não serão mais completadas nem haverá mais avisos.

De acordo com o coordenador de numeração da Anatel, Affonso Feijó Ribeiro, foram realizados um total de 95 mil testes de simulação da migração do sistema na região Sul para o nono dígito entre os meses de agosto e outubro, com taxa de 100% de eficiência.

Com a implantação do nono dígito, a capacidade de numeração de cada DDD aumenta de 37 milhões para 90 milhões de números de telefone, atendendo a expansão dos celulares e também a crescente demanda de aplicações máquina a máquina (M2M) e Internet das Coisas (IoT), como automação residencial e rastreamento de veículos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor