Broadcom compra a Brocade por US$ 5,9 bilhões

Data StorageEmpresasFinançasMobilidadeNegóciosStorage
0 5 Sem Comentários

A fabricante de chipsets Broadcom divulgou na quarta, dia 2, um acordo para comprar a fabricante de equipamentos de rede norte-americana Brocade Communications System por US$ 5,9 bilhões. De acordo com os termos da transação, a Broadcom pagará US$ 12,75 por ação, o que avalia a Brocade em US$ 5,5 bilhões, e ainda assumirá US$ 400 milhões em dívida líquida da empresa, totalizando US$ 5,9 bilhões.

A Brocade tem grande penetração no mercado de switches para fiber channel storage area network (FC-SAN) e redes IP, mas a Broadcom anunciou que pretende vender os negócios de redes IP, que contemplam redes wireless e para campus, roteadores e switches para data centers e soluções de software de rede.

Em nota, Hock Tan, presidente e CEO da Broadcom, afirmou que a aquisição estratégica da Brocade reforça a posição da Broadcom na liderança entre os provedores de soluções de conectividade e armazenamento corporativo para clientes OEM. “Com profunda expertise em storage networking de missão crítica, a Brocade eleva nossa capacidade de endereçar as necessidades dos nossos clientes OEM. Além disso, estamos confiantes de que encontraremos um belo lar para os valiosos negócios de redes IP da Brocade para melhor posicioná-lo em sua nova fase de crescimento”, declarou.

Vale lembrar que a Broadcom, que tem sede em Cingapura, fornece chipsets para fabricantes como Apple, HTC e LG e que com o advento da Internet das Coisas, com cada vez mais dispositivos conectados, de eletrodomésticos a carros autônomos, aumenta também a necessidade de mais capacidade de armazenamento. Por isso o interesse da Broadcom no negócio de storage da Brocade.

É a segunda grande aquisição da Broadcom este ano. No início de 2016 ela comprou por US$ 1,2 bilhão a Ruckus Wireless.

A expectativa é de que a conclusão da compra da Brocade aconteça no segundo semestre de 2017 e que adicione aproximadamente US$ 900 milhões ao EBITDA pro forma da Broadcom no ano fiscal de 2018, que se inicia em outubro de 2017.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor