Qualcomm corta gastos e lucro cresce 33%, para US$ 1,9 bilhão no trimestre

FinançasMobilidadeNegócios
0 1 Sem Comentários

O resultado vem de uma combinação de aumento no embarque de chipsets em celulares 3G e 4G, mas também dos cortes de gastos implementados pela empresa, que chegou a US$ 1,1 bilhão apenas no último trimestre do ano fiscal de 2017, encerrado em setembro.

A Qualcomm encerrou em setembro o seu quarto trimestre do ano fiscal de 2017 com um aumento de 33% em seu lucro líquido, somando US$ 1,9 bilhão no trimestre.

O resultado vem de uma combinação de aumento no embarque de chipsets em celulares 3G e 4G, mas também dos cortes de gastos implementados pela empresa.

Apenas no último trimestre do ano fiscal de 2017 essa economia chegou a US$ 1,1 bilhão com cortes de gastos e, no acumulado de todo o ano fiscal foi de US$ 6,6 bilhões.

A Qualcomm estima entre 401 milhões e 405 milhões o número de celulares com chipsets embarcados da fabricante no último trimestre e a receita cresceu 13%, para US$ 6,2 bilhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) foi de US$ 7,9 bilhões no trimestre, 8,2% maior, enquanto o caixa da empresa engordou 53,3% e agora soma US$ 6,9 bilhões.

O endividamento da Qualcomm é de US$ 11,8 bilhões.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor