Siemens reforça em PLM com aquisição da Mentor Graphics

EmpresasNegócios
0 0 Sem Comentários

A Siemens anunciou um reforço significativo de seu portfólio de Digital Factory, através do acordo de fusão pelo qual comprará a Mentor Graphics. O negócio vale US$ 4,5 bilhões, com pagamento de US$ 37,25 por ação à vista.

O negócio irá aumentar o portfólio de software da Siemens para digitalização de empresas, com as soluções consolidadas da Mentor de IC (circuito integrado) eletrônico e projetos de sistema, simulação e manufatura. Essas capacidades são essenciais para os produtos conectados inteligentes, como os veículos autônomos.

Essa fusão fornece ferramentas para projetos de software integrado em áreas como mecânica, térmica, eletrônica e sistemas embarcados. Seu uso permite aos clientes acelerarem suas inovações, aumentar a eficiência da produção e otimizar a operação de seus produtos em campo. Com isso, qualidade, eficiência, flexibilidade, segurança e velocidade podem ser aprimoradas nos vários domínios técnicos, durante todo o ciclo de vida do produto e em toda a empresa.

“A aquisição da Mentor faz parte do conceito de Visão 2020 da Siemens, para ser a referência na nova era industrial”, avança Joe Kaeser, presidente e CEO da Siemens AG. “É uma incorporação perfeita ao portfólio, para expandir ainda mais nossa liderança digital e determinar o ritmo da indústria”, acrescenta.

A sede da Mentor está localizada em Wilsonville, Oregon, nos Estados Unidos, e a empresa tem funcionários em 32 países. No ano fiscal encerrado em 31 de janeiro de 2016, a Mentor contava com mais de 5.700 funcionários e tinha gerado receita de aproximadamente US$ 1,2 bilhões. A Siemens espera que essa margem positiva se mantenha no futuro e que contribua significativamente para o negócio de software de Gerenciamento do Ciclo de Vida do Produto (PLM) da divisão Digital Factory da Siemens, da qual a empresa adquirida fará parte.

“Com a Mentor, estamos adquirindo um líder tecnológico consolidado, com funcionários talentosos que nos permitirão complementar nosso portfólio de software industrial de classe mundial”, afirma Klaus Helmrich, membro do conselho de administração da Siemens. “A aquisição complementará nossos produtos robustos de mecânica e software com projeto, teste e simulação de sistemas elétricos e eletrônicos.”

A Mentor tem também uma ampla base de clientes de empresas de sistemas e IC/semicondutores, com mais de 14.000 companhias globais que operam nos setores de comunicação, computação, produtos eletrônicos ao consumidor, semicondutores, rede, aeroespacial, multimídia e transporte.

Walden C. Rhines, presidente e CEO da Mentor, sublinha que a empresa irá beneficiar dos recursos e escala global da Siemens, melhorando o atendimento às necessidades dos clientes e inclusive dando oportunidades para seus próprios funcionários. “A Siemens é um parceiro ideal, com recursos e investimentos que permitirão inovar rapidamente e acelerar nossa visão de desenvolvimento de soluções de projeto”, afirmou.

A conclusão do negócio está sujeita às condições habituais de fechamento e deve ocorrer no segundo trimestre de 2017.  O conselho da Mentor aprovou o acordo da fusão e recomenda a aprovação pelos acionistas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor