Unisys aposta em biometria comportamental para bancos

FinançasInovaçãoNegóciosSegurança
0 0 Sem Comentários

A biometria comportamental para os processos de bancos no ambiente móvel é uma das apostas da Unisys Corporation, fornecedora da soluções focadas por indústria com protocolos avançados de segurança.

Atualmente, a tecnologia de biometria comportamental é impulsionada por técnicas tradicionais como impressão digital e de íris, fazendo parte de estratégias de mobilidade bancária e de outros tipos de indústrias. Beneficia sobretudo as que necessitam de identificação imediata para a autorização de processos e transações, e é por isso que a Unisys está apostando no segmento.

As soluções da empresa têm foco na assertividade do processo de identificação. “O sistema de verificação tradicional, que prevê o uso de senhas, ficou obsoleto com o passar do tempo”, nota Jorge Gomez, especialista na vertical de Serviços Financeiros da Unisys para América Latina.. “Em média uma pessoa precisa memorizar entre 6 e 10 senhas. Por este motivo, em 50% dos casos utiliza-se uma única combinação numérica/de caracteres. A biometria comportamental vai além e permite a verificação sem a necessidade da memorização de uma senha, utilizando uma informação impossível de ser copiada ou decifrada”, explica.

Esta mescla das qualidades fisiológicas com as comportamentais, como a maneira que um usuário digita uma senha (velocidade, inclinação e pressão realizadas), o desenho da íris do olho, a voz e a maneira de falar, o padrão de vasos sanguíneos e a impressão digital, entre outras, são características utilizadas para comprovar a identidade do usuário no momento de acessar dispositivos de uso pessoal ou para a autorização de diversos processos.

Este tipo de solução está focada em garantir a segurança de dados, informações, e o patrimônio dos clientes, prevenindo assim o furto ou fraude eletrônica por meio do roubo de senhas ou acesso não autorizado da informação do cliente. Soluções como esta já foram implementadas em diferentes instituições bancárias ao redor do mundo, como prioridade para a segurança do usuário e para promover a transformação digital.

Um dos casos de estudo da aplicação da tecnologia é a Nationwide, a maior cooperativa financeira do mundo e o segundo maior provedor de hipotecas do Reino Unido. A empresa alcançou uma melhor experiência, com o aumento da segurança e a redução de fraudes, ao substituir e simplificar processos de restituição de usuários ou senhas, por inovações em biometria comportamental, que são utilizadas como uma camada adicional de segurança.

“Para nós é muito importante proporcionar soluções inovadoras e que atendam às necessidades mais urgentes de negócios dos nossos clientes e de seus consumidores. Acreditamos que a segurança não só é um fator fundamental no momento de estabelecer estratégias digitais, mas também permite oferecer uma excelente experiência para o usuário”, completa Gomez.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor