Web Summit | E o vencedor é… Kubo-Robot

InovaçãoNegóciosStartup
1 0 Sem Comentários

A startup vencedora do Web Summit 2016 desenvolveu um robô que promete levar a programação até às crianças.

Chama-se Kubo-Robot, foi desenvolvido na Dinamarca e tem como objetivo fazer com que as crianças,desde pequenas, se interessem pela programação. Essa startup arrecadou o grande prémio da Web Summit e leva para casa 100 mil euros (cerca de  R$ 372 mil) da Portugal Ventures.

Foram mais de 200 as empresas presentes nos Pitches que decorreram ao longo dos três dias da competição. As três startups finalistas foram apresentadas, de manhã no Center Stage, a um júri composto por três investidores . A decisão final foi conhecida ao final da tarde e a Kubo-Robot foi a grande vencedora. Mas o que faz desta startup a vencedora?

Tudo começou quando Tommy Otzen, o CEO da empresa, e sua equipe se aperceberam que era necessário levar a programação para os mais novos. Segundo o executivo, quando se tenta incutir a programação no ensino, “os jovens só querem jogar à bola e não têm interesse em programar”.

O robô é bastante simples e é comandado através de pequenos cartões pelos quais passa e dos quais vai recolhendo a informação sobre o que fazer. O Kubo-Robot reconhece sinais básicos como setas ou cores pelas quais vai passando por cima de um jogo de tabuleiro.

As crianças podem brincar com o Kubo à medida que os conhecimentos base de programação vão sendo incutidos naturalmente. A ideia é que coloquem os pequenos cartões no tabuleiro com ordens para o robô avançar pelo caminho correto. É como se fosse uma espécie de lego que segundo os criadores dá às crianças a capacidade de aprenderam a controlar o robô através das ordens certas, que se considera a base da programação.

Tommy Otzen garantiu aos jornalistas que já estão a trabalhar neste projeto há dois anos mas que “ganhar este prémio é um grande pronto de viragem”.  Os jovens esperam começar a produção de 5 mil robôs ainda este ano e “começar a vender em 2017”, acrescentam. Até agora o Kubo está apenas a ser utilizado em projetos experimentais dinamarqueses mas deve chegar ao mercado com o preço de 200 euros (R$ 744).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor