Aliança de redes ngena fecha parceria na América Latina

Redes

A ngena (Next Generation Enterprise Network Alliance) está ampliando suas parcerias e chegando agora à América do Sul. A aliança, criada durante o Mobile World Congress 2016, acaba de confirmar a adesão da companhia de telecomunicações Neutrona Networks.

A ngena nasceu da união de companhias globais de telecomunicações, cada uma bem posicionada em sua região e com vasta experiência no mercado corporativo. O objetivo da aliança é fornecer aos seus clientes uma rede global que seja, além de segura, flexível e fácil de customizar e gerenciar.

A iniciativa partiu de quatro grandes players globais: CenturyLynk, o maior operador de fibra dos Estados Unidos; Reliance Jio, que está construindo uma rede que vai integrar 18 mil cidades na Índia; SK Telecom, a maior operadora de telecomunicações da Coreia do Sul; e a Deutsche Telekom, maior provedor europeu de serviços de telecomunicações.

“Durante nossa busca por um parceiro que pudesse atender o mercado latino-americano com uma solução one-stop, queríamos a melhor e mais eficiente operadora nessa área. Encontramos a Neutrona Networks como a melhor escolha para a ngena e seus parceiros por conta de sua extensa cobertura, alta qualidade e desempenho”, afirma Marcus Hacke, diretor geral da ngena. O novo parceiro recebeu recentemente o Capacity Media Awards como “Melhor Operadora da América Latina”.

“O foco da Neutrona em prover uma experiência superior aos seus clientes e ao nosso ecossistema de redes integradas na região latino-americana traz funcionalidades únicas para a ngena”, diz Mateo Ward, CEO da operadora. “Nós trazemos a confiabilidade que os parceiros da aliança demandam para atender o mercado formado por grandes corporações. É a perfeita combinação de cobertura, qualidade, agilidade e inovação demandadas para a criação de soluções globais”.

Desde sua criação, a ngena vem negociando a adesão de 20 novos parceiros em todo o mundo, complementando seus planos de entrar em operação no primeiro trimestre de 2017. Recentemente, a aliança anunciou também a entrada da PCCW Global, companhia de telecomunicações sediada em Hong-Kong, ampliando sua atuação também para o mercado asiático.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor