Cook, Nadella, Musk e outros executivos em encontro com Trump

Regulação

Essa quarta-feira, um quem é quem de executivos de topo do Vale do Silício vão se reunir com o presidente-eleito dos Estados Unidos, Donald Trump. O summit está fazendo ondas tanto pelos nomes que já confirmaram participação, como também por aqueles que estarão ausentes.

De acordo com múltiplas notícias, do Recode à CNN, entre os executivos confirmados no encontro com Trump estão Tim Cook, CEO da Apple, Satya Nadella, CEO da Microsoft, e Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX.

O Recode avança que será cerca de uma dúzia de altos responsáveis das maiores empresas do Vale do Silício. O Facebook será representado pela número dois e diretora operacional, Sheryl Sandberg, uma das duas mulheres no grupo – a par de Ginni Rometty, CEO da IBM.

Confirmada está também a presença do CEO da Intel, Brian Krzanich, e do CEO da Alphabet (casa-mãe da Google), Larry Page. O CEO da Cisco, Chuck Robbins, e o co-CEO da Oracle, Safra Catz,  estarão igualmente no encontro, que decorrerá na Trump Tower em Nova Iorque.

Os convites para este “tech summit” foram enviados na semana passada e assinados pelo genro de Trump, Jared Kushner, o diretor de staff Reince Priebus e o investidor bilionário Peter Thiel.

A presença ou não de Jeff Bezos ainda está por confirmar – Trump criticou o CEO da Amazon e dono do Washington Post pela cobertura da campanha presidencial. O mesmo acontece com Jack Dorsey, que lidera o Twitter.

O tech summit acontece em um momento em que presidente-eleito tem seu governo praticamente todo definido. Antes de ser eleito, Trump foi alvo de uma carta assinada por 145 nomes proeminentes do Vale do Silício, entre os quais Steve Wozniak da Apple e Jimmy Wales da Wikipedia, criticando o então candidato.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor