Whatsapp vai deixar de funcionar em celulares antigos

AppsMobilidadeSmartphones

Na passagem de 2016 para 2017, o Whatsapp vai deixar de funcionar em alguns celulares. Os modelos dos smartphones que deixarão de aceder ao Whatsapp depois de 31 de dezembro são os mais antigos e, em grande parte, em desuso nos últimos anos.

O app de conversação vai deixar de ser suportada em alguns smartphones, entre eles alguns aparelhos com Android, Windows Phone e alguns modelos de iPhone. Os modelos afetados são produtos antigos.

Os smartphones da Apple afetados vão ser o iPhone 3GS ou qualquer um que use o sistema operacional  iOs 6. No que diz respeito aos Androids, os smartphones que estiverem utilizando as versões Eclair 2.1 ou Froyo 2.2 também deixarão de ter acesso ao aplicativo. Por fim, os usuários de dispositivos com Windows Phone 7 também vão deixar de conseguir usar o Whatsapp.

A 30 de Junho de 2017, o aplicativo deixará de funcionar em mais produtos. Na lista dos smartphones que deixarão de suportar o Whatsapp em meados do próximo ano estão dispositivos com  BlackBerry OS e Black Berry 10, e produtos com Symbian, que a Nokia utilizava em alguns celulares.

“Quando demos início ao WhatsApp em 2009, a maneira com que as pessoas utilizavam smartphones era muito diferente do que é hoje. A App Store da Apple por exemplo, existia há apenas alguns meses. Cerca de 70% dos smartphones vendidos na época, possuíam sistemas operacionais desenvolvidos pela BlackBerry e Nokia. Os sistemas operacionais móveis oferecidos pela Google, Apple e Microsoft – o que totaliza hoje cerca de 99.5% das vendas atuais – estavam dentro de menos de 25 % dos aparelhos vendidos naquela época.” explicou a empresa no blogue oficial.

Apesar desta medida, a empresa não parece ter considerado a criação de uma versão Lite para o aplicativo. O Whatsapp, até ao momento, não seguiu as pisadas do Facebook que criou o Facebook Lite, mais leve, de modo a que os dispositivos mais antigos continuassem a poder aceder à aplicação.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor