Bitcoin soma perdas

Negócios

Após o banco central da China pedir aos investidores para serem racionais ao lidarem com a moeda virtual, a bitcoin recuou mais de 10%, avançou a Reuters.

Segundo a agência, a Bitcoin acumulou valorização de mais de 40% em duas semanas, atingindo na passada quarta-feira o maior nível em três anos, de  US$ 1.139,89, pouco abaixo do recorde de US$ 1.163, na bolsa Bitstamp, baseada na Europa.

Já na quinta-feira, a moeda digital, que tem mostrado correlação inversa com o iuan chinês nos últimos meses, baixava enquanto o iuan subia. Em determinado momento, caiu 20% antes de fechar o dia em queda de mais de 10 pontos percentuais.

Os preços da bitcoin têm mostrado flutuações anormais, afirmou o escritório de Xangai do Banco Popular da China (PBOC) em comunicado. A autoridade monetária frisou que a bitcoin não é uma moeda e não pode circular como uma moeda real no mercado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor