Conductor cria plataforma de desenvolvimento para parceiros

E-commercee-Marketinge-Payment
0 1 Sem Comentários

A especialista em meios de pagamento Conductor está otimizando seu modelo de integração com parceiros por meio do lançamento de uma plataforma dedicada ao desenvolvimento de aplicações.

A estratégia e construção da plataforma – chamada de Pier Labs – foi desenvolvida pela Conductor utilizando o API Mangament Suite da Sensedia, empresa especialista em API (Application Programming Interfaces) e Agile Architecture.

Em um processo de transformação digital, a Conductor começou a maturar a ideia de abrir a plataforma para que a integração com os clientes fosse mais ágil e dispensasse um investimento mais alto em desenvolvimento. A conexão customizada para cada cliente por meio de tecnologias digitais mais trabalhosas como webservices, começou a tornar-se inviável com a expansão dos produtos e com a conquistas de novos clientes.

De acordo com Fernando Roberto de Paula, CTO da empresa, por meio da nova plataforma, desenvolvedores dos clientes da Conductor podem agora criar aplicativos para os usuários finais e lançá-los mais rapidamente. “Internamente, o tempo para desenvolvimento de soluções diminuiu em até cinco vezes, gerando maior autonomia para o cliente e melhor alocação de nossa equipe”, destaca.

O Pier Labs foi desenvolvido com padrões de mercado conhecidos por desenvolvedores, com o objetivo de minimizar o tempo e a dificuldade de realizar as integrações. “Uma plataforma de API é mais veloz e segura para integração com parceiros em comparação com o sistema usado antes baseado em webservices e com documentação travada”, afirma Kleber Bacili, CEO da Sensedia.

O cadastro, desenvolvimento e teste das integrações pode ser realizado no mesmo portal, diminuindo a necessidade de que o desenvolvedor precise realizar testes fora da plataforma. “Como a Sensedia já tem experiência com a linguagem mais utilizada pelos desenvolvedores, a plataforma também facilita a abordagem e engajamento desse público”, conta Luiz César Cherri, consultor da Sensedia, a cargo do projeto.

A plataforma foi para o ar em quatro meses e pouco depois foi liberada para que os emissores de cartões iniciassem a construção de seus apps. Os dados são das próprias emissoras de cartões, que os gerenciam a partir do sistema Conductor. A ideia é que os emissores dos cartões possam criar aplicativos que tragam aos consumidores a possibilidade de fazer operações como bloquear e desbloquear seus cartões, consultar extratos, faturas, limites de compras e saques. Para uso corporativo, uma rede varejista poderia, por exemplo, desenvolver aplicações para que seus vendedores e atendentes pudessem consultar cartões e informações de uma conta por meio de dados como nome ou CPF dos titulares.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor