SindiTelebrasil em desacordo com relatório da Opensignal sobre o 4G no Brasil

4GMobilidade

A SindiTelebrasil, o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal, divulgou uma nota mostrando que não está de acordo com as conclusões do relatório da Opensignal sobre o 4G no Brasil. O documento da consultoria faz referência à instabilidade da rede móvel no país.

O sindicato explica que o relatório é feito com base em um levantamento realizado por meio de um aplicativo próprio, instalado em smartphones e que não considera a área geográfica na qual é feita a medição dado que as mesmas podem ter sido realizadas “em áreas onde não há obrigação de atendimento.”

A SindiTelebrasil refere, ainda que os levantamentos também podem ter sido feitos “em municípios sem cobertura de 4G” e que essa rede está implantada “segundo critérios estabelecidos pelo órgão regulador”.

De referir que a cobertura atual supera em quatro vezes a obrigação estabelecida pelo edital do 4G da Anatel, sendo que a rede móvel está presente em 1.158 municípios, nos quais vivem 66,4% da população brasileira.

Segundo o relatório concluiu, o Brasil até não está nada mal servido pois as prestadoras brasileiras de serviço celular oferecem uma velocidade média de navegação em 4G de 19,7Mbps, 2Mbps superior à média mundial.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor