Ford investe na Argo AI para melhorar condução autônoma

InovaçãoNegócios

A Ford Motor Company anunciou que vai investir US$ 1 bilhão na Argo AI, empresa de inteligência artificial, durante os próximos 5 anos. O objetivo desse investimento é o desenvolvimento de um sistema de condução virtual para veículos autônomos.

A Argo AI foi fundada por antigos alunos do Carnegie Mellon National Robotics Engineering Center sendo que seu CEO, Bryan Salesky, e COO, Peter Rander, são ex-responsáveis das equipes de veículos de condução autônoma da Google e da Uber, respectivamente.

“A próxima década será definida pela automatização do automóvel e os veículos autônomos terão um significativo impacto na sociedade, tal como a linha de montagem móvel da Ford teve há 100 anos,” disse, em comunicado, Mark Fields, Presidente e CEO da Ford. “À medida que a Ford se expande para se tornar em uma empresa automotiva e de mobilidade, acreditamos que investir na Argo AI irá criar um valor significativo junto de nossos acionistas, reforçando a liderança da Ford no processo de introduzir no mercado, a curto prazo, veículos com condução autônoma, criando uma tecnologia que poderá ser licenciada a terceiros no futuro.”

A Ford quer, assim, combinar sua experiência de desenvolvimento de veículos autônomos com a experiência de robótica da startup para que juntos possam criar um software de inteligência artificial para veículos de condução autônoma de nível 4 SAE para aplicação comercial em 2021.

“Estamos em um ponto de inflexão no uso da inteligência artificial numa ampla gama de aplicações, pelo que uma implementação bem-sucedida de veículos autônomos irá mudar o modo como as pessoas e as mercadorias se movem,” referiu Bryan  Salesky. “Contamos com a energia da Ford resultante do seu compromisso e visão para com o futuro da mobilidade e acreditamos que esta parceria irá permitir que os veículos autônomos venham a ser comercializados e implementados numa escala que tornará a mobilidade acessível a todos.”

“Trabalhar em conjunto com a Argo AI dá à Ford uma importante vantagem competitiva no cruzamento dos automóveis com as indústrias tecnológicas,” referiu Raj Nair, Vice-Presidente Executivo da Ford, Desenvolvimento de Produto Global, e Chief Technical Officer. “Essa colaboração aberta é diferente de qualquer outra parceria, já que nos permite beneficiar da combinação da velocidade de uma startup com os pontos fortes da Ford para um crescimento significativo em termos de tecnologias, integração de sistemas e design de veículos.”

A Ford vai ser accionista maioritária da Argo AI sendo que o conselho da startup terá cinco membros: Raj Nair, John Casesa (Vice-Presidente do Grupo Ford, Estratégia Global), Bryan Salesky, Peter Rander e ainda um diretor independente.

O investimento vai permitir que a Argo AI amplie sua equipe sendo que, no final de 2017, a empresa espera ter mais de 200 membros a trabalhar. O objectivo inicial da Argo AI será apoiar a Ford no desenvolvimento e produção de veículos autónomos mas também poderá licenciar sua tecnologia a outras empresas e sectores.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor