Gemalto e Microsoft levam eSim a dispositivos Windows 10

Mobilidade

A especialista em segurança digital Gemalto e a Microsoft se uniram para levar a tecnologia On Demand Connectivity e eSIM para dispositivos com Windows 10.

As duas empresas formaram uma equipe para a implementação da tecnologia, no intuito de que os usuários finais tenham uma experiência de conectividade segura e contínua. A solução em gestão de assinatura On-Demand Connectivity da Gemalto, junto com o suporte do Windows 10 native eSIM, permitirá que os consumidores gerenciem a experiência de conectividade dos seus dispositivos.

O eSIM é projetado para ser fornecido remotamente pelas operadoras de redes móveis mediante informações de assinatura. É operacional em todas as operadoras, fabricantes de dispositivos e provedoras de tecnologia do mundo que implementem a especificação. Essa tecnologia servirá como estrutura modelo que os dispositivos de todas as formas e tamanhos irão usar para se conectarem às redes das operadoras. Espera-se que a primeira onda de dispositivos com essa tecnologia esteja disponível para os consumidores neste período festivo de 2017.

“A tecnologia eSIM ainda é um importante investimento para a Microsoft, já que visamos criar ainda mais oportunidades de computação móvel”, disse Roanne Sones, gerente geral de estratégia e ecossistemas para Windows e dispositivos da Microsoft. “Como componente chave para a experiência de Conexão Contínua do Windows, trabalhamos muito de perto com a Gemalto para desenvolver uma solução que corresponda às novas diretrizes da GSMA.”

O lançamento da Gemalto obedece às especificações e diretrizes mais recentes para fornecimento de cartões SIM remotos, como estabelecido pela GSM Association (GSMA), uma associação global de desenvolvedores e operadoras de redes móveis.

“A Gemalto criou uma gama completa de softwares de gestão de assinaturas e serviços para gerenciar o ciclo de vida do eSIM nos dispositivos móveis”, comentou Rodrigo Serna, vice-presidente sênior de Serviços Móveis e IoT para as Américas da Gemalto. “Continuaremos a trabalhar de forma muito próxima com a Microsoft e a GSMA para promover esses avanços ao mesmo tempo em que protegemos a segurança dos usuários finais, que confiam em seus dispositivos móveis para tornar seu cotidiano mais fácil”, concluiu.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor