PayPal ganha dianteira no mobile wallet

e-Marketinge-Payment
0 1 Sem Comentários

Os gastos globais através do mobile wallet vão crescer este ano quase 32%, para 1,35 bilhões de dólares. E o PayPal está a emergir como líder do setor.

Poucos duvidam que o celular será um dos mais importantes instrumentos de pagamento no futuro, tanto nos ambientes online como offline. E é provável que acabe mesmo a superar o pagamento com cartão num horizonte não muito distante. Ou seja, basicamente prevê-se que a “carteira móvel” tenha um futuro brilhante pela frente.

De acordo com o estudo “Mobile Wallets: Service Provider Analysis, Market Opportunities & Forecasts“, preparado por Juniper Research, espera-se que a despesa global através de carteiras móveis até 2017 atinja os 1,35 bilhões, com um crescimento anual perto da 32%.

No entanto, há que ter em mente que o mobile wallet tem uma implementação muito desigual, dependendo da área geográfica. Assim, o estudo descobriu que este sistema de pagamento está concentrado no Extremo Oriente e na China, principalmente devido ao sucesso da Alipay e WeChat.

Contudo, a Juniper destaca que os esforços do PayPal e da Apple para disponibilizar carteiras que podem ser usadas ​​tanto online como offline sugerem que as carteiras móveis se tornarão, gradualmente, no mecanismo de pagamento padrão em outros mercados.

Segundo a pesquisa, o PayPal está a liderar o setor. O relatório destaca a decisão da empresa de apresentar uma solução NFC HCE (Host Card Emulation) para permitir pagamentos em pontos de venda (PoS), num momento chave nas guerras do mobile wallet.

Além disso, há que acrescentar o sucesso da sua filial de pagamentos sociais Venmo. A Juniper acredita que esses dois fatores farão que o PayPal monopolize grande parte do aumento na procura por carteiras móveis. Atrás da empresa norte-americana, estão outros fornecedores de carteiras móveis, como Alipay, Apple, Mastercard, Paytm, Samsung ou WeChat.

Por outro lado, a Juniper acredita que a implementação da nova legislação europeia sobre os pagamentos, o chamado PSD2 (Revised Payment Service Directive) deve promover uma maior concorrência no espaço europeu do mobile wallet.

Segundo a Juniper, o novo regulamento pode impulsionar os players desta indústria a introduzir serviços adicionais para complementar a sua oferta de pagamento.

Não obstante, o estudo adverte que fora dos mercados emergentes, os operadoras móveis que oferecem mobile wallets não terão lucro. Segundo Windsor Holden, autor da pesquisa, os operadores da rede móvel ainda estão “casados” com os pagamentos offline com base em cartão SIM NFC, num momento em que os concorrentes mais ágeis implantam carteiras HCE integradas, que também permitem o uso online”.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor