Claro confirma chegada do 4,5G em Brasília ainda em 2017

MobilidadeRedes

A Claro anunciou que vai comercializar 4,5G em Brasília ainda esse ano e que a nova tecnologia será ampliada gradativamente pelo país nos próximos anos. A operadora indicou que está apenas aguardando que as frequências para uso em telefonia móvel sejam liberadas, o que vai acontecer depois do recente desligamento dos sinais de TV analógica na região.

A Claro anunciou que vai comercializar 4,5G em Brasília ainda esse ano e que a nova tecnologia será ampliada gradativamente pelo país nos próximos anos. A operadora indicou que está apenas aguardando que as frequências para uso em telefonia móvel sejam liberadas, o que vai acontecer depois do recente desligamento dos sinais de TV analógica na região.  

 “A tecnologia 4,5G é mais um passo de evolução rumo ao 5G, que promete revolucionar a conectividade de pessoas e coisas. Estas novas tecnologias devem transformar o mundo que conhecemos, ao viabilizar conceitos como Machine Learning e Inteligência Artificial, coletando dados gerados por sensores e dispositivos conectados. Para o usuário final, será possível gerar experiências cada vez mais ricas, contextualizadas e personalizadas através do smartphone”, refere Márcio Carvalho, diretor de marketing da Claro.

O uso da faixa de 700 MHz para o LTE é um novo marco para a internet móvel do Brasil, a Claro já opera em 4,5G em Rio Verde mas Brasília será a primeira grande cidade a usufruir da tecnologia conhecida como LTE-Advanced. 

O 4,5G permite a agregação de várias faixas de frequência na mesma estação rádio-base (ERB), além de utilizar as mais avançadas técnicas de transmissão de dados em redes móveis. Com isso, é possível obter melhor eficiência espectral e otimizar os recursos da rede, além de viabilizar novos usos e aplicações. 

“Com inovação no DNA, a Claro foi pioneira ao comercializar as tecnologias 3G e a 4G no país. Também iniciou os primeiros testes da tecnologia 4,5G no país, na cidade de Anápolis, em Goiás. Em dezembro desse mesmo ano, foi a vez de Rio Verde, primeiro município brasileiro a desligar o sinal analógico de TV. E agora preparamos o lançamento em Brasília, primeira capital brasileira a contar com a tecnologia”, acrescenta André Sarcinelli, diretor de tecnologia da Claro.

A Claro vem investindo continuamente para garantir atualização tecnológica na rede e inovação em produtos e serviços  e no final do ano de 2014  adquiriu o lote mais disputado do leilão de 700 MHz, promovido pela Anatel. 

“Além de permitir velocidades de conexão cada vez mais altas, as novas tecnologias móveis permitirão avanços fundamentais para conexão de dispositivos e coisas (IoT), realidade virtual (VR) e aumentada (AR), capazes de gerar experiências diferenciadas através da Inteligência Artificial. Um exemplo são os chatbots para relacionamento com o cliente, ou os carros conectados, aplicações típicas destas novas tecnologias”, finaliza  o diretor de tecnologia  da operadora.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor