Instituto Mauá de Tecnologia abre Núcleo de Internacionalização

EmpregoGestãoInovação
0 0 Sem Comentários

O Instituto Mauá de Tecnologia abriu um Núcleo de Internacionalização para expandir as atividades do departamento de Relações Internacionais, que tem o intuito de enriquecer o aprendizado, auxiliar a troca de experiência e preparar seus alunos para o mercado de trabalho.

O departamento de Relações Internacionais do Instituto Mauá de Tecnologia firmou ao longo dos últimos anos dezenas de parcerias com instituições de ensino internacionais, a fim de permitir o intercâmbio de alunos e possibilitar a dupla diplomação. É o caso da parceria com a De Montfort University – DMU, em Leicester, no Reino Unido, firmada em 2016. O Núcleo de Internacionalização vai reforçar essa estratégia.

“Com o Núcleo de Internacionalização, os alunos da Graduação e Pós-Graduação contarão com mais um canal de contato para assuntos referentes à mobilidade acadêmica, além dos já estabelecidos há mais tempo, como atendimento direto na Reitoria, página na web (recém-reformulada) e o ciclo de palestras da Semana Internacional, que acontecerá duas vezes ao ano, no primeiro e segundo semestres”, explica o responsável pela área de Relações Internacionais da Mauá, Guilherme Ginjo.

O Instituto Mauá de Tecnologia conta com mais de 20 opções de instituições espalhadas pelo mundo. Essa iniciativa é mais um importante passo que a instituição está oferecendo em prol da experiência internacional dos alunos. “Atualmente, temos muitos acordos que proporcionam para nossos alunos experiências diversas ao redor do mundo, incluindo oportunidades no Japão, França, Reino Unido, Irlanda, Estados Unidos, Chile, México, Alemanha e Espanha”, adianta o responsável.

Ao longo deste ano, a Mauá tem como meta expandir e diversificar os espaços  internacionais para seus alunos e, em breve, novas oportunidades estarão disponíveis. Essa iniciativa também conta com o apoio da STB (Student Travel Bureau) e do banco Santander, para orientar e incentivar os alunos a apostarem na educação internacional.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor