6 dicas para escolher um data center terceirizado

CloudData Center
0 0 Sem Comentários

O mercado está se modificando de maneira ágil, segundo analistas do IDC, a indústria entra em uma nova era, que considera que até 2018, 60% das cargas de trabalho de TI estarão em data centers não proprietários. Diante deste cenário é importante saber quais requisitos são importantes ao analisar a escolha de um terceiro para a prestação deste serviço.

Marcos Siqueira, Diretor de Serviços Gerenciados da Ascenty, aponta quais são os 6 principais aspectos que devem ser considerados na hora de escolher um data center para hospedar seus equipamentos.

1- Infraestrutura

Para o bom funcionamento do data center, é necessário que, além de todas as questões de segurança – não só dos dados, como do prédio em si, como incêndios, alagamentos e possíveis panes – haja instalação física com níveis altos de qualidade e redundância, um item crítico a ser avaliado.

2- Segurança Física

É necessário que se confie muito em uma empresa na hora de escolhê-la como provedora de serviços de data center. Afinal, dados de uma organização estarão alocados em sua infraestrutura. Por isso, é crucial que a empresa possua restrito controle de acesso aos data centers, além de uma equipe de segurança e monitoramento atuando em todos os momentos. Além disso, também é de extrema importância um sistema de detecção de incêndios e alagamentos, em caso de emergência.

3- Conectividade

Para que o cliente possua alta disponibilidade a todo momento, é de suma importância que a empresa de data center possua alto nível de abrangência dos provedores e diferentes fornecedores de rede e internet. Com isso, caso algum deles falhe, o outro estará a postos para suprir essa possível demanda de urgência, para não interromper o bom funcionamento dos sistemas. 

4- Segurança Lógica

Com certificação baseada na norma ISO/IEC 27001, que é a referência internacional para sistemas de gestão da segurança da informação, os Data centers também possuem o selo “PCI compliance”, o que significa que estão em total conformidade com as normas de segurança de dados estabelecidas no Payment Card Industry Data Security Standard (PCI-DSS), padrão adotado em todo o mundo pela indústria de cartões de crédito.

5- Atendimento

Um data center precisa funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana, ininterruptamente. Para isso, é necessário que exista uma equipe qualificada de prontidão para atender os clientes nessa escala, caso haja alguma irregularidade nos serviços. 

6- Certificações

Existem diversos tipos de certificações, nacionais e internacionais, que atestam que a empresa opera de acordo com as melhores práticas do mercado. Além disso, também é interessante checar o nível de qualificação das equipes que trabalham nos data centers. 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor