Ataques cibernéticos crescem quase 200% no Brasil

Segurança

No 6º encontro de Reseguro do Rio de Janeiro, promovido pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) em parceria com a Federação Nacional das Empresas de Resseguros (Fenaber) e a Escola Nacional de Seguros (ENS), a especialista da TransRe, Kara Owens, afirmou que o Brasil  registrou em 2015 crescimento de quase 200% nos casos de ataques cibernéticos, em relação ao ano anterior.

A especialista norte-americana avaliou que os danos financeiros com ciberataques atingem US$ 90 bilhões por ano, de acordo com dados do Interamerican Development Bank, e que 11% de todos os negócios na América Latina sofreram com ataques cibernéticos nos últimos 12 meses.

Kara Owens, que participou, como palestrante, do painel “A Evolução do Risco Cibernético e seu Impacto no Seguro” referiu que “há 10 anos não se pensava em dispositivos médicos e TVs sendo hackeados” e hoje em dia quase todos os dispositivos podem ser alvo de ataques de cibercriminosos.

A representante da TransRe falou que já não são apenas as grandes empresas que estão contratando seguros contra riscos cibernéticos, muitas pequenas e médias empresas já estão buscando esses serviços e a tendência é que esse número aumente.

O 6º Encontro de Resseguro do Rio de Janeiro, que ocorreu nos dias 5 e 6 de abril, debateu questões estratégicas e fomentou troca de experiências entre mais de 600 participantes  dentre os quais executivos responsáveis pelas áreas de negócio e de gestão das empresas de seguros, resseguro, corretores, escritórios de advocacia e demais players da indústria.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor