Big Data já faz parte do planejamento nas empresas latino-americanas

Big DataData Storage

De acordo com o estudo Latin American Communicator Monitor (LCM), o Big Data está começando a entrar no mundo empresarial da região e na definição das estratégias das organizações. Assim, 17,6% das agências e departamentos de comunicação implantaram este tipo de atividade e dentro dessas 71,2%, utilizam-na para planejar estratégias globais.

O uso da tecnologia ainda não está tão implementado como seria desejável, mas a análise mostra que 16% das organizações planejam começar a utilizá-la antes do final de 2017. São as empresas com ações na Bolsa de Valores e as organizações públicas as que lideram a implementação do Big Data. Um percentual de 71,2% das organizações já recorre ao Big Data para planejar estratégias globais, enquanto que 58,8% utilizam para orientar as ações do dia a dia e 53,7% para justificar suas atividades.

A pesquisa concluiu que apenas 16,8% dos departamentos de comunicação na América Latina são considerados de excelência. Este percentual não está muito longe do desempenho global na Europa e na Ásia-Pacífico, 20% e 24,4%, respectivamente. Os departamentos de comunicação de excelência caracterizam-se por estarem mais avançados em relação à implementação da análise de Big Data.

A verdade é que há um grande número de profissionais que indica que lhes falta habilidades analíticas para utilizar o Big Data (45,1%) e tempo para estudá-lo ou analisá-lo (35,9%).

O uso das redes sociais mudou por completo o panorama da gestão da comunicação e o trabalho dos profissionais que atuam na área de relações públicas. O estudo revelou que sete em cada dez entrevistados acreditam que é importante a adaptação aos algoritmos de serviços on-line, como os motores de busca, mas apenas 37,5% os implantaram em seus próprios departamentos. As agências e as organizações públicas lideram a implementação dos algoritmos em suas rotinas de gestão, especialmente quanto às ferramentas que dão apoio à tomada de decisões.

Os resultados constataram, ainda, que as organizações latino-americanas oferecem mais treinamento requeridos por profissionais nas áreas de gestão e negócios. No entanto, há um déficit na formação em aspectos técnicos relacionados à incorporação da análise de Big Data na área de social media: habilidades técnicas – como a programação de algoritmo ou habilidades informáticas em web – com uma lacuna de -52,5% e de conhecimentos técnicos – como compreensão sobre softwares de algoritmos, compreensão analítica do Big Data e conhecimento estatístico – com uma brecha de -52,3%.

O LCM é um estudo bienal que analisa as práticas atuais e o desenvolvimento futuro da comunicação estratégica em todos os tipos de organizações, por meio de uma pesquisa realizada com aproximadamente 20 mil profissionais de comunicação e a análise do depoimento de cerca de mil pessoas. O organizado pela European Public Relations Education and Research Association (EUPRERA), com a colaboração da Associação de Diretores de Comunicação da Espanha (Dircom) e o patrocínio da LLORENTE & CUENCA.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor