Ericsson e UFSCar se unem para fomentar capacitação em IoT no Brasil

Inovação

Por meio de parceria com a Ericsson, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) vai oferecer uma disciplina de IoT em curso de pós-graduação que, pela primeira vez, é inserida na grade curricular da instituição.

O Departamento de Computação (DComp) da UFSCar, em parceria com a Ericsson vão oferecer, neste semestre, uma disciplina com foco em Internet das Coisas (IoT) na grade curricular do Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação. 

A iniciativa é parte das ações do Laboratório da Sociedade Conectada, inaugurado há um ano em Indaiatuba , que tem por objetivo promover testes de novas tecnologias de Internet das Coisas (IoT) e vai dar apoio ao programa.

A disciplina de IoT será dividida em aulas teóricas e práticas, ministradas no Campus Sorocaba da Universidade, que contam com suporte da Ericsson. Assim, parte do conteúdo que será usado nas aulas foi sugerido pela equipe do Centro de Inovação da empresa sueca.

“A Ericsson sempre estimulou e manteve parcerias com universidades, inclusive por meio de Inovação Aberta, que já rendeu muitos projetos inovadores ao país. Nosso entendimento é de que a partir da capacitação de novos profissionais com foco em IoT aqui no Brasil, teremos ainda mais acesso a experimentos tecnológicos, que serão estimulados no Laboratório da Sociedade Conectada. Promover o ambiente experimental no Centro de Inovação tem colocado o Brasil em destaque lá fora e por isso fomentamos também a capacitação de novos talentos nessa área, já alinhados à tecnologia 5G e ao desenvolvimento de soluções IoT”, afirma Edvaldo Santos, diretor de Inovação da Ericsson na América Latina.

“O Brasil caminha na mesma velocidade que o resto do mundo para acompanhar a transformação da tecnologia e, nós, como instituição de ensino, que tem por essência promover a formação técnica dos profissionais que farão parte desse cenário no futuro, não poderíamos deixar de investir em tendências tão benéficas para a Sociedade, como a IoT. Como educadores e pesquisadores, é essencial estarmos um passo à frente no desenvolvimento da Internet das Coisas no país. A parceria com a com certeza trará grandes benefícios para nossos alunos da graduação e pós-graduação que poderão aprender os detalhes técnicos que permeiam este assunto ” refere Fábio Luciano Verdi, Professor Doutor do DComp da UFSCar, responsável pela parceria e professor da disciplina.

A ligação da Ericsson com o Brasil têm estado em evidência esse ano. De recordar que durante o Mobile World Congress, o governo brasileiro e a empresa se comprometeram a cooperar para a criação de um Polo de Inovação em Internet das Coisas (IoT), específico para Segurança Pública.

O Polo será situado em São José dos Campos, cidade que há cinco anos implementou pela primeira vez, no Brasil, a solução de segurança pública da Ericsson, e contará com o apoio da prefeitura do município, além de outras empresas parceiras, startups, operadoras de telecomunicações e o segmento acadêmico. A formação deste Polo está alinhada ao Plano Nacional de IoT anunciado pelo Ministério.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor