Flock lança Detector de Notícias Falsas no Brasil

e-MarketingInovaçãoRedes Sociais
0 1 Sem Comentários

A Flock, plataforma de comunicação entre equipes usada por mais de 25.000 empresas no mundo, anuncia hoje o lançamento da versão brasileira de seu popular Detector de Notícias Falsas, um recurso que permite a seus usuários identificarem informações falsas antes de as compartilharem em seus ambientes de mensagens.

O Brasil tem um problema endêmico com notícias falsas. Seja a história da mulher de Taubaté grávida de quadrigêmeos ou os falsos relatórios de políticos nomeados na Lava Jato, as notícias falsas se espalham rapidamente. Mais preocupante é uma pesquisa realizada pela BBC Brasil sobre o impeachment da ex-presidente, Dilma Rousseff, que revelou que três das cinco histórias mais compartilhadas no Facebook eram falsas. Da mesma forma, há poucos meses, o Buzzfeed Brasil descobriu que notícias falsas sobre o escândalo da Petrobrás estavam sendo mais compartilhadas do que as notícias verdadeiras.

Falsas notícias também têm o poder de moldar opiniões e influenciar decisões. Em qualquer nível de uma organização, usar informações de fontes duvidosas como base para a tomada de decisões tem uma alta probabilidade de impactar negativamente o negócio. Para proteger as empresas contra a disseminação de falsas notícias, a Flock tomou a abordagem mais direta para cortar o problema em sua fonte.

O Detector de Notícias Falsas internacional da Flock é uma ferramenta de integração mundial que identifica e sinaliza o conteúdo de mais de 600 fontes consideradas enganosas, não verificadas ou falsas quando os usuários compartilham informações na plataforma Flock. Agora, tomando como base um estudo realizado pela Associação de Especialistas em Políticas Públicas de São Paulo (APPSSP) que identificou 17 dos mais proeminentes cultivadores brasileiros de notícias falsas e enganosas, a Flock lançou um Detector de Notícias Falsas integrando também as fontes enganosas brasileiras, que sinalizará links de qualquer um dos sites listados.

Quando os usuários compartilham sem saber URLs suspeitas nas caixas de mensagem da Flock, o recurso Detector de Notícias Falsas faz uma referência cruzada ao link em seu banco de dados, que agora inclui os links da Folha do Povo, da Pensa Brasil e da Rádio Vox. Quando o conteúdo de uma fonte de notícias não confiável é identificado, o DNF da Flock imediatamente o sinaliza e avisa aos usuários que ele é uma notícia falsa. Um ícone altamente visível e uma barra vermelha ao lado da visualização da URL torna impossível para os usuários ignorar o alerta. Eles então têm a opção de remover o conteúdo antes de compartilhá-lo. .

“O Brasil, como qualquer outro país bem conectado, é suscetível a notícias falsas”, afirma Bhavin Turakhia, CEO da Flock. “Sabemos que boas decisões são baseadas em informações confiáveis; no entanto, os funcionários, seja no Brasil ou em qualquer lugar, raramente têm tempo para validar cada informação que recebem ou consideram. Infelizmente, desinformação gera desinformação, e através dos meios simples de compartilhamento no ecossistema digital de hoje, uma pequena notícia não confiável pode facilmente se espalhar como um incêndio em uma organização inteira e além”.

Segundo Turakhia, “com o Detector de Notícias Falsas da Flock demos um passo socialmente responsável e proativo para combater esta epidemia global e apoiar a produtividade organizacional, a eficiência e a tomada de decisões. Agora, estamos dando um passo adiante expandindo suas capacidades e ajudando a conter o fluxo de notícias falsas nos ambientes de mensagens brasileiros”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor