Forcepoint lança solução de detecção avançada de malware baseada em nuvem

CloudSegurança
0 0 Sem Comentários

A Forcepoint, anunciou a versão mais recente do seu software Next Generation Firewall (NGFW), que adiciona suporte ao novo serviço Forcepoint Advanced Malware Detection baseado na nuvem. Essa combinação é uma solução na cloud que protege redes, Web, e-mail e aplicativos no ponto de interseção entre pessoas e dados.

O novo serviço Advanced Malware Detection reforça a tecnologia de filtragem do Forcepoint NGFW para analisar com mais profundidade os arquivos transmitidos de modo a identificar código malicioso e bloqueá-lo rapidamente, antes que os criminosos tenham acesso à rede e aos dados das empresas.

Segundo a empresa  de cibersegurança, as equipes de TI e de rede vão, também, conseguir detectar com mais facilidade os comportamento dos funcionários e, assim, avisar esse colaborador, eliminando práticas que podem estar a afetar a segurança da rede e da organização.

“Empresas e agências governamentais estão lutando contra riscos de segurança causados pelas pessoas que vão desde invasão de malware malicioso até erros involuntários de usuários”, disse Antti Reijonen, vice-presidente e gerente geral da divisão de negócios de Network Security da Forcepoint. “O NGFW e o Advanced Malware Detection da Forcepoint trabalham em conjunto para aumentar a visibilidade das ações das pessoas na rede, enquanto mantêm os responsáveis pelos ataques fora de ação. Esses novos recursos também serão fornecidos nos nossos produtos de segurança para Web, e-mail e CASB, fazendo com que a Forcepoint seja o único fornecedor de NGFW a oferecer proteção integral contra ameaças avançadas a redes, Web, e-mail e aplicativos em nuvem”, acrescentou o executivo.

A nova versão do software Forcepoint NGFW 6.2 oferece várias inovações e benefícios como:

  • Opções mais amplas para provedores de serviços gerenciados (MSPs) – as empresas parceiras agora podem oferecer a seus clientes proteção a aplicativos de missão crítica com Forcepoint Sidewinder Security Proxies, administrado centralmente pelo MSP.
  • Automação da gestão de mudança de políticas – os clientes podem eliminar os processos manuais para aumentar a eficiência e simplificar o cumprimento dos requisitos de auditoria utilizando o recurso de aprovação de mudanças de políticas, incorporado ao console de gerenciamento do Forcepoint NGFW.
  • Controle mais detalhado e mais rápido do tráfego criptografado –  agora, os administradores possuem controle detalhado sobre o volume do tráfego criptografado, que cresce rapidamente, para dentro e fora de suas redes, com inspeção de alto desempenho de conexões HTTPS, controle de nível de comando de aplicativos SSH/SFTP e imposição dinâmica das funções de privacidade do usuário.
  • Escalabilidade automatizada em data centers virtualizados  – as equipes de segurança e operações podem controlar e provisionar automaticamente centenas ou milhares de firewalls virtuais em ambientes de VMware NSX com suporte para OSC (Open Security Controller).
  • Mais de dez melhorias ao fluxo de trabalho – a equipe de TI agora também pode implementar, investigar e reparar firewalls e IPSs em toda a sua rede com mais eficiência por conta da muitas melhorias de automação e da experiência do usuário do Forcepoint NGFW Security Management Center (SMC).

A versão 6.2 do software Forcepoint NGFW e o serviço Forcepoint Advanced Malware Detection já estão disponíveis através da rede global de parceiros provedores de serviços e pelo canal Forcepoint. A nova proteção contra malware também será adicionada ao Forcepoint CASB (Cloud Access Security Broker) no terceiro trimestre de 2017.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor