IBM Watson vai conversar sobre arte com visitantes da Pinacoteca de São Paulo

CloudInovaçãoMobilidade
0 0 Sem Comentários

A IBM Brasil anunciou o projeto ‘A Voz da Arte’ que será realizado na Pinacoteca de São Paulo e que usa o IBM Watson, plataforma cognitiva da empresa, para transformar a visita ao museu em uma experiência interativa. A iniciativa é inédita no Brasil e terá inicio amanhã, dia 5 de abril.

A gigante tecnológica usou a computação cognitiva do Watson, que aprende e extrai conhecimento de dados não-estruturados, para criar um assistente que responde perguntas dos visitantes sobre sete obras de arte do acervo da Pina, contribuindo, assim, para o aumento do interesse dos brasileiros pela arte.

A visita através do assistente IBM Watson é fácil e se realiza na Pinacoteca com recurso a smartphone com fone de ouvido e o aplicativo mobile do projeto ‘A Voz da Arte’ instalado. O visitante recebe uma notificação sempre que estiver próximo de uma obra interativa e será estimulado a interagir por meio de perguntas em português. Deficientes auditivos também podem participar da experiência por meio de conversa escrita (chat).

O sistema usa beacons, que são sensores bluetooth de geolocalização, que dão informação da aproximação de uma obra e permitem as referidas notificações. O app utiliza um chatbot cognitivo que usa sistema de voz e de entendimento da linguagem humana por meio de serviços de inteligência artificial da IBM, que estão na plataforma em nuvem IBM Bluemix.

Ao todo, o Watson responde perguntas sobre sete obras do acervo da Pina, são elas: Mestiço, de Cândido Portinari (1934); Saudade, de Almeida Junior (1899); Ventania, de Antonio Parreiras (1888); São Paulo, de Tarsila do Amaral (1924); O Porco, de Nelson Leirner (1967); Bananal, de Lasar Segall (1927); e Lindonéia, a Gioconda do subúrbio, de Rubens Gerchman (1966). O sistema foi desenvolvido pela IBM Brasil e treinado em parceria com curadores da Pinacoteca.

“Queremos que o visitante experimente uma nova forma de ir ao museu, interagindo com as peças de arte e esclarecendo suas principais dúvidas em tempo real. As curiosidades sobre as obras que selecionamos são inúmeras e conversar com elas é uma forma individualizada e estimulante de aprender. O objetivo final é que as pessoas terminem a visita entendendo um pouco mais sobre arte e com a experiência de que o museu é, sim, divertido”, afirma Fabiana Galetol, Executiva de comunicação externa da IBM Brasil.

“Em um mundo tão tecnológico, os museus não poderiam ficar para trás. A Pinacoteca está sempre se reinventando e criando estratégias para falar com seus públicos. A parceria entre a Pina e a IBM representa esse esforço, que resultou em uma ação inédita, interativa e acessível”, disse Paulo Vicelli, diretor de relações institucionais da Pinacoteca de São Paulo.

Assista ao vídeo do projeto ‘A Voz da Arte’ que foi concebido pela IBM Brasil em conjunto com a Ogilvy e as equipes da Pinacoteca:


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor