Empresas já podem ter soluções baseadas em computação cognitiva

EmpresasGestãoInovaçãoMobilidadeNegóciosSkills

Estas novas soluções, que resultam de uma aliança global da IBM e da SAP para fornecer soluções com base em computação cognitiva, nomeadamente na área das compras, reúnem insights preditivos provenientes de informações não estruturadas para tomada de decisão na gestão de fornecedores, contratos e atividades de provisionamento.

As dias gigantes americanas vão redefinir os processos de ponta a ponta, incluindo análise dos custos e sincronização de pagamentos de forma automática e integrada.

A ideia é explorar as tecnologias SAP Leonardo, IBM Watson e SAP Ariba, reunindo a inteligência de dados e insights preditivos provenientes de informações não estruturadas para permitir melhor tomada de decisão na gestão de fornecedores.

A IBM através da  Global Business Services, oferecerá consultoria e serviços para desenvolver, implementar e operar as novas soluções por meio de planejamento sob medida, com o objetivo de ajudar as empresas a reduzir custos e obter melhorias com maior celeridade. Esta aliança defeni ainda que será feito um trabalho conjunto para conquistar novos clientes para a plataforma SAP Ariba.

Será também lançado um centro de compras baseado em computação cognitiva destinado a promover o desenvolvimento de soluções e serviços inteligentes de aquisição, num trabalho conjunto  para explorar aplicações de tecnologias emergentes, como a blockchain.

Uma abordagem que se pretende inteligente 

Um dos objectivo das duas companhias para esta ampla parceria é  unir forças, SAP Ariba e IBM  que usarão insights para capacitar os profissionais da área de compras a tomar decisões que se pretendem mais inteligentes e mais rápidas envolvendo suas cadeias de suprimentos. Novas aplicações poderão dar uma grande contribuição a todo o processo de compras, melhorando a visibilidade sobre os gastos e aprimorando a gestão de conteúdo. 

Como exemplo, podemos olhar para um assistente digital combinado com os serviços do IBM Watson que transformará os eventos de provisionamento, ajudando em tarefas como a definição do tipo correto de solicitação de propostas, a identificação de fornecedores apropriados para participar do processo com base na categoria de produtos, região ou indústria, e o uso de inteligência sobre sinais de mercado e preços para obter melhores resultados.

De fato o caminho para perfeição  na gestão é cada vez mais curto e o olhar para a transformação digital pura e dura deixa de ser o mais importante tendo em conta quem não se adaptou já começa a ficar muito para trás. Os novos concorrentes são cada vez menos  os velhos parceiros de negócio e passam a ser aqueles que surgem no mercado já adaptados a nova realidade. Fazer um “reset” aos modelos de gestão tradicionais e encarar as novas possibilidades que a particularidade de cada negocio têm adaptasse as novas solução TI é caminhar no sentido certo aliado as novas tendência tecnológicas. 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor