Transformação digital é estratégica para economia, diz diretora do MCTIC

Redes

A era digital pode contribuir para alavancar o desenvolvimento do País, de acordo com Miriam Wimmer, diretora de Políticas e Programas Setoriais em Tecnologias da Informação e Comunicação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Mas, ressalta a especialista, é preciso definir estratégias de atuação por meio de políticas públicas.

Para isso, é preciso, antes, defender um “norte comum” a todas as esferas e tratar a transformação digital como estratégica para o crescimento econômico. “A educação é um dos eixos centrais”, afirmou Miriam, durante o workshop Educação na Era Digital: contribuições para a Estratégia Digital Brasileira (EDB). “Os desafios nas salas de aulas, desde a relação com os conteúdos, material didático, conectividade, são novos. Com esse evento, queremos ajudar a apontar os caminhos. Queremos ter um documento bastante rico apontando os desafios que temos e quais são as medidas que podem ser tomadas para superá-los”, completa.

De acordo com o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Soares da Silva, a conectividade nas escolas brasileiras ainda é muito baixa. “A média de escolas que têm alguma conexão é de 60%, mas a qualidade da conectividade é baixa, o que não permite que seja utilizada para fins pedagógicos. O grande desafio é uma conexão de alta qualidade que permita aos alunos usar a internet e outras ferramentas digitais. Recentemente, fizemos uma pesquisa e 67% das escolas disseram que o grande desafio para o uso de tecnologias é a qualidade da conexão e a manutenção da rede.”

Segundo Rossieli, o MEC está construindo uma agenda para aumentar as áreas com infraestrutura de banda larga.

No Distrito Federal, a meta é melhorar a infraestrutura das redes de internet em todas as escolas públicas até 2018. “Localmente, o governo do Distrito Federal tem trabalhado em levar mais fibra óptica às escolas. Estamos mapeando as cerca de 700 escolas urbanas e rurais do Distrito Federal para melhorar a conectividade até o próximo ano. Já ligamos 16 escolas com alta conectividade, com velocidade de 100 megabytes. Temos também um plano de capacitação dos professores com o foco na inserção digital no ensino”, afirmou o subsecretário de Educação do Distrito Federal, Marcelo Ataíde.

*Com informações do MCTIC


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor