UE multa Facebook em US$ 122 mi por divergências na compra do WhatsApp

e-MarketingRedes Sociais

A União Europeia (UE) multou o Facebook em 110 milhões de euros (ou cerca de 122 milhões de dólares) por declarações divergentes durante a aquisição da compra do WhatsApp, que ocorreu em 2014.

De acordo com Margrethe Vestager, chefe da divisão antitruste da UE, o Facebook declarou à época à Comissão Europeia (braço executivo da UE) que a rede social não combinaria dados da própria empresa com dados do serviço de mensagens – o que não aconteceu, de fato.

Em agosto do ano passado, a empresa de Mark Zuckerberg anunciou o compartilhamento de dados do WhatsApp com o restante da companhia – o que acarretaria em maior acesso a informações de usuários por parte da rede social e consequente obtenção de vantagem injusta contra concorrentes, especialmente no negócio de publicidade on-line.

Ainda de acordo com Margrethe, a decisão deixa claro que as empresas “devem cumprir todos os aspectos das regras de fusão da UE”, disse ela por meio de comunicado. “A comissão deve ser capaz de tomar decisões sobre os efeitos das fusões sobre a concorrência com pleno conhecimento de fatos precisos.”

O Facebook disse, por sua vez, que não agiu de má fé e que não entraria com apelação. “Os erros que fizemos em 2014 não foram intencionais”, disse a empresa por meio de comunicado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor