Wipro anuncia receita bruta de US$ 8,5 bilhões no ano fiscal 2016-2017

GestãoResultados

A Wipro Limited anuncia os resultados financeiros do quarto trimestre e do fim do seu ano fiscal, concluído em 31 de março de 2017. A receita bruta de todo o ano fiscal 2016-2017 chegou aos US$ 8,5 bilhões, representando 7,4% de crescimento ante o ano anterior. 

A nível trimestral, a companhia alcançou receita bruta de US$ 2,2 bilhões, um aumento de 2,6% em comparação ao mesmo período do ano passado. Já os resultados líquidos da empresa nesse último quarter somaram US$ 349 milhões e no ano fiscal, o valor final foi de US$ 1,3 bilhões, o que representou uma retração de 4,7%.

Por outro lado, em Serviços de TI, a receita ficou acima dos US$ 7,7 milhões, ou seja, uma subida de 4,9%. A receita do trimestre para o mesmo segmento ficou acima dos US$ 1,9 milhões. A companhia espera no próximo trimestre, a receita desse segmento supere os US$ 1,950 milhões.

Esse ano a Wipro ganhou 256 clientes, tendo agora mais de 1300 clientes ativos em todo o mundo. De acordo com a empresa, houve  crescimento em diversas Linhas de Serviços: Serviços em Aplicação de Negócios, 44,7%; Serviços de Infraestrutura de TI, 28% e Serviços em Processos de Negócios – BPS (Business Process Services), 13; bem como suas unidades de negócios, como Manufatura e Tecnologia, com 5,3%; Serviços Financeiros, 4,4%; Energia, Recursos Naturais, Utilities, Engenharia & Construção, 3,4% e unidade de Bens de Consumo, com 3,3%.

Outro destaque é que a Wipro concluiu a venda da sua divisão EcoEnergy, em 1 de março desse ano, com o impacto da venda da divisão se refletindo nas demonstrações financeiras do trimestre finalizado em 31 de março de 2017. 

“Entregamos receitas dentro da faixa de orientação em nosso quarto trimestre. Estamos confiantes de que a recuperação na unidade de negócios de Energy & Utilities, e nossa força demonstrada no Digital vai nos ajudar a melhorar nossa trajetória de crescimento durante o ano fiscal corrente”, indica Abidali Z. Neemuchwala, CEO e Membro do Conselho da Wipro.

Desempenho na América Latina

Na América Latina a empresa manteve o foco na oferta de serviços nas seguintes linhas: Serviços de Infraestrutura Global, Tecnologias Avançadas e Soluções, Serviços de Aplicações de Negócios, Testing e BPO. Na região, a companhia possui cerca de 1200 funcionários, 800 dos quais estão no Brasil. A Wipro possui sede comercial em São Paulo e um Centro de Entrega Global em Curitiba. Além do Brasil, também atendem à América Latina os Centros de Entrega Global instalados na cidade de Guadalajara e Cuautitlán, no México.

No final de janeiro, a Wipro adquiriu a brasileira InfoSERVER, uma provedora de serviços de TI, focada nos  setores bancário, serviços financeiros e seguros. A aquisição tem como objetivo a expansão da companhia no mercado latino-americano.

“A aquisição da InfoSERVER é um capítulo muito importante na história da Wipro na América Latina. Além de regiões de investimento e crescimento estratégico para a Wipro, teremos um relacionamento cada vez mais direto com grandes clientes e em setores de grande e rápido crescimento. Queremos combinar cada vez mais o padrão global de conhecimento à dinâmica e cultura locais, além de, nos próximos cinco anos, multiplicar quatro vezes a operação e a força de trabalho”, refere Ankur Prakash, VP para New Growth & Emerging Markets.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor